sábado, 27 de junho de 2009

Mais cidades e saudades!

Pois é o tio também tem saudades...Desconheço esse sentimento mas sentir a falta de alguém é coisa que me acontece, às vezes. Não é frequente, mas acontece. E saudades de um universo, de um mundo paralelo que não conhecemos? Aí sim. Como li há algum tempo, caminhos que não se cruzaram mas que se podiam ter cruzado. O comboio que perdemos, o outro que apanhámos e temos uma vida completamente diferente da que podíamos ter.

Já tive essa experiência uma vez. O tio passa a vida a deslocar-se de um lado para o outro e apesar de já ser grande e crescido (lembrem-me, outra vez, de falar na evelhescência), já perdeu alguns comboios e aviões. Não é frequente mas acontecia e aconteceu. Agora não pode dar-se a esse luxo, a menos que seja intencional. Acidental não.

Muito mais frequente é ter que ir a um determinado lugar e dar por ele, carro estacionado noutro sítio completamente diferente. Será a falta do GPS? Não. Acho que não o ligo de propósito.

Há tempos tive o prazer de revisitar um lugar novo. Será possível revisitar um lugar onde as memórias são tão esparsas e distantes que apenas existem nos confins dos nossos discos duros?
É possível. E adorei. Ainda vi um pouco da cidade e gostei. Achei tudo óptimo, as casas, as pessoas, os edifícios recuperados, os jardins...

Mas do gostei mais foi do café, que tomei num pequeno espaço recuperado. Sem açúcar claro, porque gosto de café. Vou guardar esse aroma e sabor durante muito tempo...

Este post foi inspirado por este texto...Estava prometido há muito tempo, mas não estava esquecido!

5 comentários:

  1. O texto a que se refere é lindíssimo, revelador de uma sensibilidade muito rara. Já o tinha lido e tinha ficado muito bem impressionada com a maneira de encarar a vida da autora.

    Quanto a este seu post.
    SAUDADE é uma palavra bem portuguesa, pessoalmente não gosto de ter saudade de nada, mas tenho saudades de muita coisa, não deixo é que elas interfiram com a serenidade com que gostaria de “enfrentar” os últimos capítulos do livro da minha vida.

    O Tio está a ficar muito introspectivo, toca a partir para outras paragens…

    ResponderEliminar
  2. Também gosto ( e faço-o até com alguma frequencia) de "revisitar" lugares novos :)

    ResponderEliminar
  3. Obrigada meu caro Primo.

    Por ter gostado do meu texto.

    Por não o ter esquecido.

    Pelo cavalheirismo a que sempre me habituou.

    Por mais um bilhete para outra viagem...

    Quanto à cidade revisitada...acho que tem um café novo.

    Um abraço*

    ResponderEliminar
  4. E obrigada Maria Teresa, que tem sempre uma palavra amável para comigo.

    ResponderEliminar
  5. Dear All,
    Obrigado pelso vossos comments...Há sempre coisas novas para descobrir em lugares que às vezes não são completamente novos ou desconhecidos...

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio