sexta-feira, 28 de março de 2014

Expectativa ou expetativa: Uma questão de exigência



Claro que detesto o dito acordo ortográfico. Em detrimento dessa anedota preferia, de longe, um acordo ortogáffico, onde se colocassem na normalidade as gaffes constantes dos novel-eruditos e pseudo modernos governantes…

Ao ouvir (não, não leva h) alguns discursos recentes sobre o fim do acordo que era para nos salvar do incumprimento aos pagamentos e que muito nos tem custado, vejo sem alegria que a memória do homem é curta, mais pequena do que a dignidade de muitos que reclamam e exigem dos outros o que nunca fizeram ou fazem…

Por isso não estou na expectativa, nem na expetativa e, menos ainda, na espetativa de melhorias. Espetativa, em Tiologia, no novo aborto ortográfico do inconseguimento (esta vai ficar para os próximos anos), significa esperar sem esperança, um esperar absolutamente passivo, sem nada vislumbar, nem exigir.

É este o objectivo último da abjecta norma que pretende uniformizar o que não é uniforme nem pode ser: deixar-nos na espetativa, mortos no pensamento, inertes na acção e estúpidos no todo…Pasmados em frente a uma televisão, de boca aberta ou amarrados a uma destas modernas “lousas” a que eufemisticamente chamam tablet. Sim não confundir com tablette, ou com charrette puxada por um animal. Se fossem redondas e brancas chamavam-lhe comprimido!

Ah McLuhan como tinhas razão a propósito dos media, das mensagens e das massagens!

Reajamos, pois a esse atentado linguístico que mata a nossa língua mãe, a nossa Pátria – como tão bem disse Fernando Pessoa – não o usando. Rejeitar sem olhar para trás!


terça-feira, 11 de março de 2014

Diálogo de pormenores, pormenores do diálogo…


Der Tourist: Bitte ein Bier!
Der Kelner: Was für ein Bier?
T: Eine Weisse!
K: Eine rote oder eine grüne?
Tio : :-) Ich möchte beide

É tão bom voltar a esta cidade! Mas prefiro a weisse original. Os pormenores são tão importantes...
Nota : Uma imagem é minha. A outra é do Instituto Alemão de Cerveja. Descubram as diferenças.

Siga o Tio pelo e-milio