terça-feira, 3 de junho de 2008

Gourmet?

Espero que já tenham experimentado o Xarém com as conquilhas. Ou pelo menos as conquilhas. Porque escolhi esse prato? Para uma resposta adequada à Morcelas com trepos, prato muito querido lá para a Beira Alta? Não me lembro de o ter cozinhado para nenhuma prima e menos ainda para alguma tia perdida! É verdade que sempre gostei de cozinhar em determinadas ocasiões especiais, mas como muitas coisas na vida, nem sempre temos oportunidade de fazer o que gostamos. Ultimamente tem-se resumido essa actividade a umas francesinhas, prato muito a gosto para uma emergência. Naturalmente que me refiro ao prato em uso no Porto e não às cidadãs originárias da Gália ou da terra dos francos. É bom clarificar esta questão, não vá dar-se o caso de ser mal interpretado.

Pois se ainda não experimentaram o Xarém eu já experimentei as morcelas com trepos, o arroz de pato à mineiro e outras comidas da Beira Alta, por onde tenho passado fisicamente algum tempo. Também é bom dizer que para além de fisicamente, também lá tenho estado em espírito e virtualmente, nas visitas às primas, tius e tias que por lá estão, entre outras visitas espalhadas por esse Portugal, que se estende entre A Corunha (é assim mesmo, à portuguesa deste lado do Riu Minho) até Vila Real de Santo António, que é um nome estranho para uma cidade, ainda por cima das mais à esquerda (virem o mapa ao contrario, se não perceberam) da minha, não esquecida mas sem nostalgia, Beira Baixa do Algarve de Aquém Bar.

Sempre apreciei alguma moderação nestas coisas das comidas, gosto de qualidade em detrimento da quantidade, como com o mesmo à vontade na casa das tias e tios, tiias e tius (sempre nos divertimos e arranjamos motivos para uns posts), mas também gosto de locais simples e até bucólicos...

Alguma sofisticação também é interessante. Também gosto da “nouvelle cuisine” e adoro a dieta mediterrânica... Claro, o Mar também é sempre o Mar. Mas já que não o temos por perto, concentremo-nos nas coisas da terra e da serra. Não na de Monchique, é excelente mas agora está longe. Um queijinho vinha a calhar. Também não dizia que não a uns Rojões à Moda do Minho... Acho que vou jantar, pois este post está a abrir-me o apetite e já é tarde.

Dizem os especialistas que a dieta equilibrada é a dieta variada. E pouca quantidade de cada coisa... Mas tudo com qualidade.

Fica para outro dia o café?

1 comentário:

  1. Grande ajuda para quem está de dieta!!! Ainda bem que nao passou às sobremesas... mesmo assim vou ter de comer antes de dormir. E não tenho chocolate em casa...uma maldade!!!

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio