sexta-feira, 20 de junho de 2008

A letra L

Será desta que este tipo vai para um tema mais delicado? Não sei. Saí de mim há algum tempo e recordando Xavier de Maistre, sem querer plagiar, que a tanto não me atreveria nunca, e passeio à volta do meu quarto (Voyage autour de ma chambre” de Xavier de Maistre, foi publicado em 1794). Neste caso o blog é a porta de saída...

Espero não entrar num duelo, mas se tiver que entrar, que não seja preso, pois não vou virar a cara. E assim tenho perdido quando ganho, e vice-versa. Não sou militar, não fiz voto de obediência mas vivendo em Portugal no século XXI (para alguns, que outros ainda vão na idade média) deveria ter treinado mais com os ingestores... Isto é; aprender a engolir. Não aprendi em pequenino e agora é tarde. Só me resta um duelozito, aqui e ali para defender a honra do convento. Perder com arrogânica é uma das minhas especialidades. A outra é ganhar com modéstia.

Ouvi há pouco tempo um grande grito colectivo. Deve ter sido golo de alguma equipa amiga, ou até de Portugal. Não estava preparado, não pude medir os decibéis e criar um modelo matemático explicativo, para esse fenómeno. Havia quem gostasse, de certeza, de uma explicação racional para esta euforia. Prefiro uma explicação menos objectiva, mas mais dentro do inconsciente colectivo, ou da racionalização de alguma frustração (estou desejoso de me atirar a estes temas...).

Pois também é de explicações que o meu post de hoje trata. Se for lido por alguém mais tortuoso, poderá pensar que a letra L, sendo a 12ª do alfabeto nos vai remeter para algo mais místico. Será que é o meu 12º post este mês? È por ser a que imediatamente se segue ao K? Não.

Outra hipótese, ainda mais arrojada, mas também possível era a da soma dos dois dígitos, representando o Três e simbolicamente: passado e presente e futuro ou nascimento, apogeu e morte ou ainda a composição do homem (corpo, alma, espírito) ou as esferas do Universo: natural, humano e divino. Enfim, a partir desta letra, que possibilidades imensas se nos afiguram...Hoje o vosso primo está virado para oriente, de onde vem a luz.

Também poderia haver outro significado para este número 3. Estará o tio do Algarve dado a alguma fantasia tão característica do bicho homem? Como me disse uma respeitável senhora (tinha mais de 1,90, e isso também é de meter algum respeito) num elevador de um Hotel elegante em Moscovo, ao ver que estava acompanhado: Why not? Pela minha cara, rematou a conversa com um fulminante: Maybe later...Não, também não é nada disso. Podem ficar com a certeza que nunca poderia ser tão deselegante a esse ponto, com a pessoa que me acompanhava. Há surpresas e surpresas, há quem goste e quem não goste. Não gosto de surpreender quem não gosta de surpresas...

Na viagem à volta do meu quarto, ao escrever um post, atrás de outro e mais outro - não tinha reparado mas estou a produzir muito mais que no início. Espero que também melhor - recordei um episódio de uma série de televisão. A minha televisão só tem o canal 2 e a Sic Notícias, por isso a escolha é pequena.

Nessa série de televisão (não era o Sexo e a Cidade) cheia de mulheres bonitas e interessantes e onde se procurava eventualmente demonstrar que os homens são dispensáveis na vida sexual das mulheres, uma das protagonistas, escreveu um livro.

As amigas sentiram-se retratadas, ela não se retractou. Andaram à estalada e entre elas nada ficou na mesma.

Pois posso garantir-vos que este blog não é assim. Também gosto muito do sexo feminino, mas nenhuma das minhas queridas amigas ou primas é, ou poderia ser, aqui retratada, referida ou outra coisa qualquer.

L é de Lisboa, de Londres, da Lua, de Lagos e de Loulé.

É da Leoa que caça e cuida das crias, do Leão e do Leopardo.

É da Luz e de Lázaro, que viveu uma outra vida.

L é de principio, de Lei, mas também de Libido e Liberal.

De Latitude, e de Longitude.

De Ler e de Aprender

L, para mim é de liberdade. Liberdade de dizer que não, ou que sim de acordo com a minha consciência. Liberdade de pensar de dizer, de publicar.

Liberdade de amar, desenfreadamente, sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio