terça-feira, 3 de maio de 2011

Hossana nas profundidades

Hossana, Osama, Osama bin Laden, Usama bin Laden, Usama bin Ladin, Obama Bin Laden. Obama…

Oh Bama, I’ ve been….been…

…so sad. And suddenly… Suddenly, in the middle age! It’s what I feel..

And please don’t call me Uncle Tony, never.


Imagens como as recentes, recordam-me sempre as origens desse grande país da liberdade, guardião dos valores do ocidente. E os interesses que movem os homens, a demagogia dos governantes e a hipocrisia que se mantêm ao longo dos tempos…Tudo em grande. Até a miséria.

6 comentários:

  1. É mesmo Tio. Na mouche! Triste...e deprimente...
    lembra-nos que a humanidade está entregue aos lobos disfarçados de cordeiros... em vez de alívio (muito menos festejo ?), a única coisa que sinto é desânimo...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Tudo em grande. Até a miséria

    Bom complemento para o que eu penso:)

    Vale a língua...e o dedo...lol

    ResponderEliminar
  3. Eva,
    Se pensermos bem estas histórias repetem-se, repetem-se...Também me deixam desanimado.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. M.,
    Afinal somos compatriotas!
    E escrevemos nos teclados até que nos doam os ditos ;)))

    ResponderEliminar
  5. Da América tinha uma ideia muito diferente daquela que tenho agora.
    Aquilo é muito grande... cada Estado é diferente, nas leis e até no clima, com Tornados, sem Tornados... a vastidão impressiona, mesmo dentro de um só Estado, e claro que se pode encontrar todas as maneiras de viver e de pensar.

    Quanto ao Bin Laden... eu que gosto tanto de comer peixinho grelhado... só espero não vir a comer algum bocadinho dele em 2ªmão ;))

    Bjos

    ResponderEliminar
  6. Isa,

    Penso que os tubarões já trataram dele...

    Sobre a questão proncipal, compreendo o que me dizes. São 260 milhoes de habitante para uma área brutal, é outra escala certamente, têm outraa perspectivas, mas ...
    Enfim, dava pano para mangas. Agradço o teu comentário

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio