quinta-feira, 23 de julho de 2009

Conselho de Turma 2

A reabertura da Estação de Metro de S. Sebastião, foi o motivo que levou à realização de mais um Conselho de Turma. Apesar do período de férias (apenas alguns membros se entretêm com uns trabalhos), foi convocado o Conselho e os seus membros que, com imenso sacrifício, mas imbuídos de um verdadeiro espírito de missão, resolveram reunir-se para analisar o impacto das medidas que tinham sido tomadas para minimizar os inconvenientes do encerramento desta estação. Assim a agenda era constituída por um único ponto:

1. Análise do resultado das medidas que tinham sido tomadas para minimizar o impacto do encerramento da estação da S. Sebastião.

A Acta transcreve-se de seguida e, de acordo com instruções recebidas do Mistério da Inducação, vai ser publicada na Internet, Internette e outras ettes, em formato compatível com o Migalhões (como não podia deixar de ser):

Aos 22 do mês Julho da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, reuniu-se o Conselho da Turma H da Esc-Hola Secundária número 1882 do Planeta Emp-Reza, na localidade de Santinha, presidida pelo Senhor Presidente do Conselho Executivo, com as presenças do Senhor Presidente do Conselho Geral e do Senhor Director das Turmas. Verificada a legalidade e legitimidade das presenças e respectivas representações e o cumprimento dos procedimentos legais da convocatória, o Senhor Presidente do Conselho Executivo, declarou aberta a sessão e iniciados os trabalhos.

A ordem de trabalhos tinha o ponto único:
1. Análise do resultado das medidas que tinham sido tomadas para minimizar o impacto do encerramento da estação da S. Sebastião.

Antes de se entrar no ponto único o senhor Presidente do Conselho Executivo pediu a palavra para propor uma investigação, com recurso à Polícia Judiciária, para descobrir qual o professor que se tinha referido, na festa de S. João, depois de ingerir mais de dois copos de sangria, à Rumba como sendo o Chá-Chá-Chá Gay. Era inadmissível que um elemento do corpo docente da Esc-Hola, mesmo entre colegas e na brincadeira, utilizasse essa palavra nessa forma depreciativa para se referir a qualquer assunto. A proposta foi aprovada, com o voto contra do Director das Turmas, que pediu para fazer uma declaração de voto e com a abstenção do senhor Presidente do Conselho Geral. O Presidente do Conselho Executivo invocou o seu voto de qualidade.

Passado ao ponto único da reunião, o Senhor Presidente do Conselho Executivo referiu que a prima da sobrinha da sua empregada doméstica estava, felizmente, curada do resfriado, mas dado o seu estado de profundo quebranto por ter estado com esse perigoso achaque durante dois dias, iria continuar a receber os vales de compras, do Corte Inglês, no montante de 50 euros paté ao final do ano civil, independentemente da estação de S. Sebastião I estar já aberta ao público. Imagine-se se a “piquena” não pudesse sair no S. António, ou até ir ver o concerto do Elton John, ou da Katy Perry, que traumatismos poderia o resfriado ter causado na pobre rapariga, vinda da província para casa do Senhor Marquês do Leva Tudo A Sério. É melhor nem pensar nas consequências desse infeliz acidente. Depois destas considerações e deste comentário final, foi proposto um voto de louvor à família da “piquena” que apresentado à votação, foi de imediato aprovada com um voto a favor e duas abstenções. Nada mais havendo a tratar foi dada a reunião como terminada, anexando-se a declaração de voto do Senhor Director das Turmas que passa a fazer parte integrante da acta.

3 comentários:

  1. Depois de ler atentamente e mais do que uma vez a ACTA questiono o éter:
    MAS QUE RAIO TEM A ESTAÇÃO DO METRO A VER COMUM CONSELHO DE TURMA?

    E com esta dúvida transcendental esta noite devo ter insónias

    ResponderEliminar
  2. Para além das entrelinhas,onde se pretende retratar a eficiência e as metodologias das empresas portuguesas (imaginadas, claro), o seu commnet fez-me lembrar um aspecto interessantíssimo, a saber, usando a sua terminologia:

    O QUE É QUE AS POLÍTICAS EDUCATIVAS TÊM A VER COM A EDUCAÇÂO?

    ResponderEliminar
  3. Caro Tio

    Não usou exactamente a minha terminologia, eu praguejei ( juro que não o costumo fazer mas muitas vezes apetece-me ), foi muito mais educado, assim eu continuo:

    O QUE É QUE A EDUCAÇÃO TEM A VER COM OS PORTUGUESES ( na generalidade)?

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio