sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

The A-Branding, a Portuguese Way of Positioning



O posicionamento e a segmentação são duas etapas fundamentais da actividade no Marketing nas empresas. E os erros neste processo pagam-se com o insucesso….

Mas adequar um determinado posicionamento a um, ou vários, segmentos de mercado não é suficiente para garantir o êxito, nem sequer a sobrevivência no médio prazo. Há dias, numa das minhas visitas blogosféricas habituais, num inocente comentário a um post, citei aquela máxima dos produtos e da publicidade: “não há nada pior para um mau produto do que uma boa campanha de publicidade. Não é o que se passa com exemplos, mas dá-me a oportunidade de escrever algumas linhas sobre o tema, tecendo algumas considerações sobre branding e posicionamento.

Os Portugueses sempre foram originais e hoje em dia continuam a sê-lo, encontrando soluções expeditas para situações complexas, sem grande reflexão e com ainda menos análise. Saímos da situação complexa, já está resolvido o problema, amanhã é outro dia… E todos os dias temos exemplos deste “desenrascanso à portuguesa”… Até assuntos de grande responsabilidade são resolvidos por esta metodologia “à Portuguesa”. Em parte já tinha abordado um aspecto particular deste “modus faciendi” num outro post, bastante mais ácidoque aproveito para linkar

Hoje, quando assistimos a statements do género “preços à Continente”, para indicar que os preços são baixos e uma reputada equipa defutebol tem na sua gama de merchandising, preservativos que dizem “ Esta vai ser à Benfica” ficamos com uma dúvida. Contrariamente, ao que acontece com noutros países, o A-Branding, Portuguese Way, tem um significado muito abrangente. À grande e à Francesa é uma afirmação que não deixa lugar a dúvidas! Pelo contrário, o “à”, usado à Portuguesa, parece ter uma abrangência grande, um espaço onde cabe uma infinidade de possibilidades, um continuum entre as batatas fritas às rodelas do Bife à Portuguesa e as mesmas batatas, cozidas inteiras, do Cozido à Portuguesa (o dito), entre a gordura vegetal e animal, entre a carne sem músculo e a gordura mole, entre o frito e o cozido…

Independentemente das relações afectivas com os pratos e as marcas citadas e do poder e eficiência das expressões referidas, ficaremos com a dúvida se estes “à” nos remetem para grande ou pequeno, para rápido ou demorado, para preciso ou inexacto, para músculo ou gordura… E nesta questão dos preços e dos preservativos, pode fazer toda a diferença.

À boa maneira portuguesa (Portuguese Way), este prosa, foi inspirada num bifinho da vazia, na frigideira, com fatia de presunto, tudo bem regado com um bom vinho do Dão da Quinta da Taboadela (não tenho comissão).


14 comentários:

  1. :)
    Nem tens tu comissão no "Quinta da Taboadela" nem eu no "Três Marias"... hehehe

    Escolhi começar pelo fim para dizer que só faltou um pouco mais de gordura nessa, já por si, iguaria inimiga do colestrol... mas que ficaria de "cair pró lado"! Estou a falar de uns pinguinhos de natas, claro.

    Ok, mas voltemos ao Marketing.

    Começo por dizer que achei de muito mau gosto o slogan dessa campanha publicitária dos preservativos do Benfica.
    Não me chocou que a gama de merchandising do Benfica inclua preservativos... nada disso. Assim como assim, são tantos os produtos vendidos nas lojas do Benfica (ou de outro clube qualquer) desde os porta-chaves, bonés até às bandeiras, passando pelas cervejas e pelas canecas para beber as ditas, que até faz todo sentido também venderem preservativos com a marca Benfica. Só lhes falta vender chocolates e iogurtes para a marca ficar, tal como a Nestlé, como mais um exemplo de uma marca "umbrella".
    (lol)

    A forma de publicitar as nossas marcas não é assim tão má, pois não? Olha que mesmo essa do "Preços à Continente" foi muito feliz.
    Eu sei que em Portugal há muitos Macgyvers... e encontrámo-los em diversas àreas. Mas hoje não vou esmiuçar o tal post mais ácido que escreveste sobre o assunto porque (olha as horas...) senão não saio daqui hoje!

    Termino apenas dizendo que quando há dias li a frase que citaste hoje de novo, andei à procura na minha memória um exemplo prático disso... e não encontrei nenhum (ok, exemplos políticos não valem!!) e nem no Mercator, bibelot da minha estante "a ganhar pó" desde 1993, encontrei nenhuma pista.


    Beijinhos que se faz tarde.

    ResponderEliminar
  2. Agora fiquei a matutar nos preservativos à Benfica. Será que são revestidos com penas e com um bico na ponta?

    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Rafeiro,
    "K'órror", um bico na ponta?
    Tu és sempre desconcertante...

    Mas olha, esqueci-me de dizer ontem ao nosso anfitrião que, vendo bem as coisas, a ideia de lançar uns preservativos com o rótulo do Benfica só agrada aos anti-benfiquistas!!

    Pórquê? Ora... essa é fácil:
    É que que, no médio e longo prazo, haverá menos "benfiquistazinhos" a nascer... e a inscrever-se como sócios do glorioso...

    ahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  4. Orquídea,
    Essa das Três Marias vai ficar uma private joke!!!!
    Pois, as natas!Também gosto.
    Concordo com o que dizes, a propósito do slogan! É de mau gosto. A frase julgo que é do Seguela (RSCG), mas não estou certo. Tens o Mercator? Boa! Salta a parte do Marketing de Serviços, destoa do livro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Rafeiro,
    Se eles forem fabricados no Porto, ainda lhes põem é um bico por dentro!!!

    A ideia das peninhas, podia ser aproveitada, para fazer umas cócegas durante o uso!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  6. Orquídea,
    O teu ponto de vista é muito elaborado e o futebol é mais primário...
    O à Benfica deve prender-se com o facto do jogo durar 90 minutos e só marcarem o golo 5 minutos antes do fim.
    :-)

    ResponderEliminar
  7. Olá,
    Vi o seu nome no blogue do L.O.L. e achei-lhe(ao nickname) piada. Gostei deste post, Tio do Algarve, e vou dar uma olhadela pelos outros!
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Ó que estatísticas tão pobres...
    Ao menos cá no burgo 90 minutos dá para meter 5... golos na baliza do "aversário"!!
    Os "guerreiros do Minho" não brincam em serviço!!!

    ahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  9. Olá Tio...

    Passei por aqui só para deixar, com alegria, votos de um BOM NATAL (um Pai Natal condescendente e generoso calhava bem, com certeza…) e de um ANO NOVO suficientemente próspero para fazer corar de inveja a crise.

    Um abraço,

    ResponderEliminar
  10. Catarina,
    Olá, bem vinda aqui à casinha do Tio!
    Volte quando quiser, a porta está sempre aberta e eu tenho muito gosto na sua visita!
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Orquídea,
    5 golos em 90 minutos? Isso é que é ritmo de jogo... E capacidade de concretização.

    Mas não será aceleração a mais? :P
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Caro FMF,
    Agradeço a sua visita e os seus votos, nem precisamos deles para podermos continuar em frente!

    E acrescento bom senso aos nossos governantes, também!
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. ahahahahaha
    O que eu gosto de trocadilhos....

    Mas na verdade era disto que eu falava:
    http://relvado.aeiou.pt/1-liga/sp-braga-venceu-p-ferreira-por-5-2-cronica-302366

    :P

    ResponderEliminar
  14. Orquídea,
    Ohhhh! Estava a pensar que te referias à vitória do Sporting por 5-1 ao Benfica!

    http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_content&view=article&id=869:sporting-vence-benfica-por-5-1-e-isola-se-no-topo-da-tabela&catid=1:futebol&Itemid=35

    Calma, benfiquistas, calma. foi em 1948! Para mim Lisboa era ao Norte. Old habits die hard...

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio