segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O sucesso da implosão

A implosão da Torre 5 do Bairro do Aleixo foi um sucesso. Ainda sem calendário definido seguir-se-ão as restantes torres...Este Bairro é considerado um dos locais mais difíceis do Porto mas, contrariamente a outros, fica situado numa zona interessante, com vista para o Rio, para a Foz e para o Mar. Nada que se compare ao Lagarteiro, à Azenha, ou tantos outros.

Foi decidido recuperar essa zona da cidade que foi conhecida por ser muy nobre leal e sempre invicta. Foi uma promessa eleitoral e, dando o benefício da dúvida a que a fez, até acredito que fosse a primeira de muitas promessas bem intencionadas.

Acontece que o método de demolição escolhido, por ser mais barato e eficiente, foi o da implosão. E por isso perguntaram ao Tio do Algarve (curso de Minas e Armadilhas, Tancos, sem data) o que achava deste êxito. O Tio, calmamente reviu o processo, a colocação das cargas, a temporização e sequência e até a barreira de segurança. Nós somos muito bons a demolir, qualquer que seja o método. Nesta implosão, houve um factor adicional que contribuiu para o êxito: Os alicerces já tinham sido limados...

Onde vais rio que canto, quero ver teu novo norte... foi a música que venceu o festival da canção em 1970, cantada por Sérgio Borges. Suponho que o rio tenha ido dar à Foz.


12 comentários:

  1. Isto é cada cavadela sua minhoca...
    Parece que este homem está sempre a aparecer em todo o lado!!
    Olha se tu ias deixar esta passar despercebida...

    Conheço o Porto mas nem sei onde fica o bairro do Aleixo... mas por o que descreves, parece estar situado sobre uma "mina de ouro"!

    Desses interesses percebo pouco, percebo mais um bocadinho de Festivais da canção (lol) mas, mesmo assim tenho que confessar que só comecei a ter memórias do festival a partir do ano seguinte, com a Tonicha a interpretar a "Menina do alto da serra".
    Daí para trás o que conheço é graças aos programas que nos recordam a história do Festival Rtp da Canção.

    Beijinhos festivaleiros :)

    ResponderEliminar
  2. Uma pena terem avisado o bom povo que lá vive. Limpeza teria sido apanhá-los de surpresa, muhahahaha (nem o Natal amolece esta pedra que tenho no lugar de coração).

    ResponderEliminar
  3. Sucesso... sucesso... seria a Europa toda... assim até fica a saber a pouco, isto já não vai lá com im... mas com ex... plosões ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  4. Orquídea,
    Isto já não são minhocas, são cobras. Nós é que estamos a precisar de óculos!

    Lembre-me dessa música, não por causa do nome, mas porque nesse ano Portugal decidiu boicotar o festival da Eurovisão. O nosso representante, o Sérgio Borges, não teve direito a ir à Europa...E nós,pelos vistos, ainda achávamos que podíamos mudar o mundo....Agora estamos acomodados ao vil metal.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Julie,
    Se eu estivesse ma brigada que colocou os explosivos, talvez fosse tentado a colocar umas cargas no lugar do público.

    Presumo que conheças a história deste bairro, construído para ser provisório, como toda a gente que l+a morava sabia...É sempre assim, não hipóteses. E o produto agora vai subir de preço....

    ResponderEliminar
  6. Isa,
    Excelente ideia! Numa altura em estivem todos lá.

    Quanto As implosões, penso que por dentro já nos destruíram a todos, pelos menos um bocadinho de cada um de nós.

    ResponderEliminar
  7. Eu, que não percebo nada de implosões nem explosões, pareceu-me que aquela foi muito mal amanhada. E não posso deixar de concordar com a mazinha da Julie :P

    Estas situações provisórias nunca o são tão provisórias. É como certos cortes em certos subsídios. :)

    Are you ready? :)

    ResponderEliminar
  8. Meu amigo:
    Uma promessa eleitoral cumprida ?!
    Sim, para destruir eles cumprem!
    Eu tinha a certeza que o Tio tinha que opinar sobre isto :))

    Mas hoje vim aqui para lhe desejar um BOM e FELIZ NATAL na companhia de todos aqueles que ama.

    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  9. Foi impressão minha ou no meio daquela poeirada toda pareceu-me ver uma peruca a voar?
    :)

    ResponderEliminar
  10. Pseudo,
    O provisório vai-se tornando definitivo com o tempo! Os que não queriam ir para lá, agora não querem sair. Os que não queriam cortar, cortam...Um dia em vez de implosão vai haver uma explosão!
    Já estou preparado para a implosão da carteira!

    ResponderEliminar
  11. FÊ,
    Obrigado, também lhe desejo um Natal muito Feliz, sem implosões mas com muitas explosões de alegria!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  12. FMF,
    Não sei se a peruca já tinha voado antes ;-)

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio