quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Nelas, Manelas? Força nas Canelas!


Foi preciso vir a tríade da Europa para falar de assuntos sérios e incómodos…. Com ar simples da sapiência que advém do bom senso, aliado certamente a uma discreta inspiração divina e aparente inocência lobística (não me rendi ao acordo, mas um neologismo dá um ar de intelectual, que fica bem), e que me faz pensar que os deveríamos considerar uma espécie de santíssima trindade terrena, lá falaram dum assunto tabu em Portugal: A necessidade de reduzir o número de Freguesias, Câmaras Municipais e outras que tais!

No meu passeio pela Beira Alta, passando em Nelas, lembrei-me das minhas primas de Canas de Senhorim, que fecharam a porta e não querem mais nada com ninguém. Ou pelo menos com desconhecidos, onde discretamente se inclui o Tio...Um pouco à imagem da realidade local. Recordo aqueles posts sobre Canas e a luta, pela elevação de Canas a concelho. Canas de Senhorim é uma terra deliciosa, com um Carnaval fantástico, com gente muito especial (certamente é a vila com mais blogs activos por cidadão, em Portugal), mas Nelas é a sede do Concelho e, pelo que parece, durante alguns anos ostracizou a bonita localidade de Canas…

Ora pode vir desta trindade terrestre e europeia a solução para este conflito, com um gesto simples! Aqui ficam várias possibilidades:

1. Concelho de Canelas, com a integração de Canas e Nelas
2. Concelho de Manelas, com a fusão de Mangualde e Nelas (lembrem-me de falar nos pastelinhos de feijão de Mangualde, sff)
3. Concelho de OHnelas, com a fusão de Oliveira do Hospital e Nelas
4. Concelho de Cacanelas, com a fusão de Canelas com Carregal do Sal

São várias possibilidades que não me chocam, desde que o Carnaval de Canas se mantenha por muitos e longos anos. O folclore da política pode abrandar, e Canelas pode servir para a opção 4, desde que se mantenha também o Carnaval de Cabanas de Viriato e se recuse liminarmente, nesta nova toponímia, a tentativa malandra de Cagarnelas.


8 comentários:

  1. Manuela,
    ;)))
    Aí poderia ser o concelho de
    EsTio(ril). É sempre Verão e Tio não falta não... O ril rima com caril, de gambas, claro :)
    Obrigado pela vi-sita!
    PS. Registe o Man(u)ela, antes que alguém se aproveite da ideia...

    ResponderEliminar
  2. Começo a perceber aquela relação entre, um povo a ficar pobre e o respectivo aumento no seu sentido de humor... ainda me lembro como se ia sobrevivendo na Ditadura... eu era miúda mas ouvia o meu avô e os meus tios contarem as anedotas fresquinhas sobre Salazar, o Cardeal Cerejeira e da filha do Américo Tomás...
    Nos últimos três posts, por cul-pa do tio, já abusei das gargalhadas. Pelo andar da carruagem... os portugueses ainda vão chorar de tanto rir... ou rir... de tanto chorar... :D

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Isa,
    Desde que não apareça um novo imposto sobre as gargalhadas, podes rir-te à vontade! Daqui por uns meses não posso garantir...
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. ò Tio, Manelas não...não: é que eu sou de Mangualde e não quero cá guerras!! Pastelinhos e "Live beach" ...tudo bem, carnaval também...agora guerrinhas...Xô!!!
    O Tio quando voltar cá diga algo: levo-o a ver a praia de Mangualde, ok???

    Bj
    BShell

    ResponderEliminar
  5. Fala lá dos pastelinhos de feijão de Mangualde. Que foi, estou a fazer o que pediste!

    ResponderEliminar
  6. BlueShell,
    Está combinado! E aos pastelinhos de feijão também?
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Rafeiro Perfumado
    LOOOOL, vou falar vou! Mas só de memória. O que vale é que se meter água a BlueShell pode corrigir!
    Abraço

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio