sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A escrava Zara

A escrava Isaura é uma obra de ficção de Bernardo Guimarães, do final do séc XIX, transformada em novela no séc XXI.

A escrava Zara também é do séc XXI. Desconheço se será obra ou ficção. O estilo infelizmente é comum, apesar de pouco noticiado…


22 comentários:

  1. Epá. Estas coisas ainda acontecem em pleno séc. XXI ????

    ResponderEliminar
  2. "Ainda acontecem", L.O.L.?!?!

    Mas tu és de que planeta???

    Nunca ouviste falar em globalização??

    Achas que a Europa está como está porquê?

    ResponderEliminar
  3. AlterEgo. Conheces uma figura de estilo chamada "ironia"? Bem me parecia que não conhecias. :P

    ResponderEliminar
  4. A escrava Zara é o modelo de desenvolvimento de todos os países em ascensão. Num futuro muito próximo só haverá os muito ricos e os escravos. Como na Idade Média. Esta é a minha visão optimista do mundo.

    ResponderEliminar
  5. Daniel e Tio do Algarve. Já reabri o melhor blog de música de sempre. O ELEMENTO MUSICAL está aí de novo. É só irem ao meu perfil. :))

    ResponderEliminar
  6. LOL,
    É triste que marcas reputadas recorram a estas práticas...

    ResponderEliminar
  7. Alter Ego,
    Acredito que no séc XXI haja marcas que não recorram a estas práticas.

    ResponderEliminar
  8. LOL,
    Eu tento ser irónico, mas nenm sempre consigo ;)

    ResponderEliminar
  9. Daniel Antunes,
    O séc XIX foi da Europa, o XX da América. O Séc XXI está a deixar-me com os olhos em bico :(
    E concordo com a tua visão optimista.


    LOL,
    Vou lá espreitar!

    ResponderEliminar
  10. L.O.L.

    Peço desculpa porque já vi que tentaste ser irónico, mas nestas coisas é como disse o Tio do Algarve, nem sempre se consegue...



    Tio do Algarve

    Claro que há marcas que não recorrem a estas práticas mas essas geralmente são a excepção que confirma a regra.

    O problema é que nós vivemos numa sociedade de consumo.

    Os consumidores procuram sempre os produtos mais baratos sem pensarem que estão a dar um tiro no pé pois assim incentivam as grandes marcas a deslocalizar a produção para os chamados "países emergentes" onde os ordenados são muito inferiores (antigamente eram países de terceiro mundo mas agora é mais fino chamar emergentes).

    Depois ficam escandalizados quando vêm a notícia que o desemprego atinge máximos históricos.



    Daniel Antunes

    Na Idade Média os escravos não votavam, agora votam. A Europa já virou á direita e a seguir vai virar-se para a extrema direita. E é aí que os problemas vão realmente começar...

    ResponderEliminar
  11. AlterEgo:

    Está bem visto. As coisas já estão más. Mas dêem às pessoas o poder de votar e elas escolhem a ditadura.

    ResponderEliminar
  12. Depois as marcas ficam muito admiradas e, claro, nunca sabiam de nada... a hipocrisia é de bradar aos céus e, se não soubessem que os trabalhadores são explorados... criavam empregos dentro do seu próprio país, mas aí, fia mais fino, e sabem que não podem abusar... e é este egoísmo doentio de explorar outros seres humanos que faz com que "morram com o seu próprio veneno", porque quanto mais as pessoas são exploradas, passam a ter menos poder de compra, menos se vende e, um dia, descobrem que não têm a quem vender. No fundo até sabem disso mas vivem para o enriquecimento imediato e esquecem o futuro... e acaba tudo numa crise global.

    Bjos

    ResponderEliminar
  13. Dear All,
    Está a tornar-se um forum aqui a casinha, ainda bem! É sinal que que me lê se preocupa com o que se passa à volta!

    ResponderEliminar
  14. Alter Ego,
    Acho que este poblema bem real não é de direita nem de esquerda. Se olharmos para o mundo é um problema gloga e de consciencia. Ou, como dizes que pretender a "felicidade" no curto prazo esquecendo-se do futuro...

    ResponderEliminar
  15. Isa,
    Hipocrisia é cada vez mais o pão nosso de cada dia! (esta rima remete para contextos complicados...).

    Bem ilustrada a aquestão com o provar o próprio veneno...Veja-se os states e a indústria americana....E a Europa...
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Do mais real que existe, só que em vez de ser "num cinema perto de si" é mais "numa loja perto de si".

    Abraço!

    ResponderEliminar
  17. "baseado em factos reais"... somos uma sociedade tão podre. Todavia, um bom trocadilho.

    ResponderEliminar
  18. Rafeiro Perfumado,
    Bem visto! No cinema é outro filme...

    ResponderEliminar
  19. Olá Tia Cremilde,
    Isso é que têm sido umas férias...

    ResponderEliminar
  20. A hipocrisia é de todos... dos consumidores também... o que não vemos, fingimos que não sabemos, que não nos diz respeito, que não somos igualmente responsáveis... não somos, mas somos...
    Beijoca. I'm back, as you can see!!

    ResponderEliminar
  21. Eva,
    Claro que são hipocritas!
    Welcome back!
    bjs

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio