quinta-feira, 24 de março de 2011

Novo Governo, o mesmo desgoverno

Uma maratona, de carro, obrigou-me a seguir a maratona de notícias anunciadas há muito. Normalmente não ouço a TSF durante o dia, mas ontem obriguei-me a ouvir em directo os discursos de uma data de políticos. Não sei se é micróbio da política que me atacou por influência do Micróbio do Samba, ou a minha nova profissão de socialitólogo, mas ouvi com muita atenção tudo o que disseram, até às 20h30, hora de início da Assembleia onde me dirigia. Até me pareceu mais curta a A2, dada a criatividade dos brilhantes discursos em directo da Assembleia da República.

Enquanto passavam os quilómetros até chegar ao meu destino, queimavam-se etapas para o fim anunciado e previsto há muito.

No regresso, terminada a minha missão, já tinha caído o pano, mas as máscaras mantinham-se, como se esperava. Não pude deixar de pensar que estamos em Portugal…Aconteceu o que todos os intervenientes queriam, mas nenhum assume que fez algo para que isso acontecesse. Todos tentaram evitar a desfecho que todos queriam… E a queda do governo é mais uma filha de pai incógnito, fruto de uma longa noite muito promíscua, onde ninguém quer assumir a paternidade ou submeter-se a um teste de ADN…

Pensei de imediato no padrinho da criança, que já tinha combinado que seriam os filhos a pagar a festa e não ele, que não é responsável por nada, pois não concorda com nada do que ou outros fazem, mas deixa fazer para não ser responsável…Circulo vicioso e talvez viciante, que deixa saudades dos tabus. Pobrezinho, passam a vida a contrariá-lo, e ele que é tão bonzinho para os seus filhos e melhor ainda para os enteados, que os quer tanto, ou mais, que os filhos de sangue…

Imaginei de imediato no novo desgoverno nos diferentes ministros e ministérios. Aliás à medida que iam discursando, no papel de vítima ou de vitória, já os ia colocando nos tais quadros, caros, a tapar mais um buraco.

Depois dos Nuevos Ministérios e continuação, deixo-vos mais algumas sugestões para um novo desgoverno, que me ocorreram ontem. Adivinhem os ministros, se tiverem paciência para tal:

• Ministério dos Seminários e das Vocações, que tutelaria a Secretaria das Vitimas da Ditadura e da Intolerância e Igualdade e a Secretaria de Estado da Demagogia (Finalmente a importância da demagogia seria reconhecida, pelo menos com uma Secretaria de Estado)

• Ministro de Estado e da Traulitada e Pancadaria, com as Secretarias de Estado da Guerrilha Parlamentar, da Imagem do Governo e do Primeiro-Ministro. Esta Secretaria de Estado, fundamental para o futuro dos nossos compromissos europeus, tutela a Direcção Geral da Imagem, a Direcção Geral da Publicidade e a Direcção Geral da Propaganda. Graças ao lobby do Marketing, finalmente assumiu-se a diferença entre Publicidade, Comunicação e Propaganda.

Ficam duas sugestões, modestas, mas que como cidadão preocupado com o futuro do meu país, não posso deixar de enviar par ao governo central (a regionalização dava tema para um blog inteiro). Recebi entretanto a confirmação de que o Ministério das Feiras, do Toucinho do Céu e dos Chouriços do Mar vai ser uma prioridade no novo executivo.

8 comentários:

  1. Isto agora, já qualquer um serve, porque sem dinheiro e nas mãos dos agiotas cá de dentro e lá de fora, não há mágica nem truque possível, porque na Casa da Moeda, não é como antigamente, já não se imprimem notas, só cartões do cidadão que, qualquer dia, devem ser transformados em chips para nos colocarem no lombo, como aos cães, para não escapar nem o imposto... de poder respirar ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Eu acrescentaria o Ministério dos Institutos Institucionalizados, que serviriar para... quer dizer, não serviria para nada, mas tenho um primo que precisa de emprego.

    ResponderEliminar
  3. M.,
    Não sei se posso ;) Aceitarias a Secretaria de Estado da Blogosfera e dos Condomínios? Parece pouco, para ti. Eu a ter que aceitar, ficaria com a do Empreendedorismo, para não dar muito nas vistas.
    ;)

    ResponderEliminar
  4. Isa,
    Quanto pior melhor...ou mais do mesmo. O próximo já falou com o presidente do eurogrupo, podes estar descansada. Ainda hoje essa notícia vem a público.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Rafeiro Perfumado,
    Excelente ideia. O teu primo que venha falar comigo! Diz-lhe que não se demore (hoje nada de comboio), porque vem aí o papão do FMI e depois não há nada para ninguém.

    ResponderEliminar
  6. Desculpa lá Tio, já não há paciência mesmo! Avatares, clones... são sempre os mesmos... Proponho um novo Ministério, o o ministério dos elevadores, teleféricos e gruas... será que assumirias a pasta? :)Bom fim-de-semana! Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Eva,
    Adorei essa pasta dos Elevadores. Aceitarias a Secretaria de Estado dos Botões e Comandos?
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio