segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Chá, Canasta e Boa Comidinha, vamos brincar à caridadezinha

Ou íamos brincar à caridadezinha, porque agora a situação mudou. Acabaram as festas com fins beneficentes, estão em vias de extinção as quermesses, canasta já ninguém joga e chá falta a muita gente…

Recordo-me vagamente da ironia desta canção e apesar de me lembrar do refrão, não consigo descobrir quem a cantava. Alegremo-nos, porque hoje temos outro refrão, slogan que, apesar de não aparecer em nenhum headline, faz parte do nosso imaginário colectivo: Bagaço, Sueca e Punhetas de Bacalhau, que substituíram, com grande vantagem, a anterior e obsoleta forma de mostrar solidariedade, também rotulada e condimentada com hipocrisia qb. Agora temos a solidariedade verdadeira, autêntica, genuinamente popular e democratizada pelo uso generalizado do telemóvel.

Basta ligar para um número qualquer e só custa 0,60 cêntimos. Tão fácil como votar para os ídolos, que toda a gente conhece, ou participar nessas “sondagens” demagógicas, que finalmente foram regulamentadas. A única coisa que teve de bom essa “metodologia” de recolha de “dados” foi a ironia de mostrar num concurso (?) qualquer, que os portugueses (que votaram) consideram que Salazar foi o melhor português de sempre.

Depois deste devaneio, voltemos às nossas suecas, ou às Punhetas (de bacalhau). Apesar dos anunciados 60 cêntimos, o correspondente em moeda antiga a 120 escudos, na realidade o custo desta simples acção de caridade são 73,8 cêntimos, provavelmente arredondados para 74, uma vez que o IVA, não incluído nessa tão meritória intenção de solidariedade, são 13,8 cêntimos…Bem, sempre compensa, é um 2 em 1. Parte para o Teixeira dos Bancos (que saudades do Contra Informação), para ser desbaratado pelo nosso governo e sempre vão os 60 cêntimos para quem precisa…

Nada disso! Então e o custo da operadora? Era o que faltava, quem quer fazer solidariedade, que o faça à sua custa, não das empresas de telecomunicações, pobrezinhas, também sempre a precisar! Então, os 60 cêntimos lá se dividem entre a solidariedade e a operadora… Na prática é um 3 em 1. É a gozar? Não, infelizmente é a sério e por isso prefiro um chazinho, uma canasta com umas Tias, velhinhas, e uns bolinhos de manteiga. Cupcakes, chamadas de valor acrescentado e tretas dessas, não obrigado!

Este arrazoado vem a propósito duma campanha de solidariedade, em que se diz, com as palavras todas que o dinheiro que transferirmos para uma determinada conta, vai integralmente para a instituição referida e que o banco não cobra comissões pelas transferências realizadas…

Haja esperança, pode ser que haja mais destas! E, na falta dos biscoitos para o chá, aqui fica uma receita das ditas Punhetas de Bacalhau, que se recomendam com vinho tinto.

3 comentários:

  1. Fizeste-me recordar as quermesses das aldeias, e os leilões que se fazem nos intervalos do grupo musical, nas festas anuais!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  2. LOL, Não tinha pensado nisso, mas é uma excelente ideia!

    ResponderEliminar
  3. Por causa de saber que, nessas chamadas, acabam por lucrar os chupistas, escolho sempre muito bem como dar e, ter a certeza, que vai, mesmo, tudo, para onde deve ir.


    Isto de ter andado pitosga... deixou-me a leitura atrasada ;)

    Bjos

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio