sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A cor do Horto Gráfico

Depois do Bolonha, chegou a hora do Horto Gráfico. Devo confessar que, quando fui morar para o Porto, demorei algum tempo a descobrir o que era um horto mas, como o nome indica, este horto é gráfico e não existe a três dimensões. Apenas a duas.

As dimensões por que se mede este Horto, são a estupidez e a palermice, que normalmente andam juntas e representam um caso especial de rectas concorrentes. São perpendiculares, fervem a 90º. Neste caso, para além de ferverem juntas, são directamente proporcionais, se tal é possível. Quanto mais de uma, mais da outra, poderíamos dizer em linguagem popular. Assim, se pensarmos que no início deste processo estas duas variáveis apresentavam valores idênticos, tendo em conta os saltos do processo inducativo, conclui-se, muito facilmente, que apesar da variação pouco homogénea da variável tempo, a imagem actual das duas funções é semelhante. Ou seja, a figura representada pelas funções f(e) = HG ou f(p)=GH é um quadrado. O gradiente asinino destas funções leva a que o integral, em função de BS, onde b representa o bom e S, o senso, seja uma besta quadrada.

Neste Horto, a função que representa a velocidade dos bondes, do trem, do ônibus e do machibombo, é um curva sinusoidal, limitada pelo lado superior e inferior do Quadrado definido pelas funções antes enunciadas.

Fato consumado! Consumido não, que não é hora para qualquer ação mais, já que é sexta-feira. E à sexta-feira, à tarde, nas fábricas de cerâmica das Caldas da Rainha, não se faz nem mais um …! Cebola? Pimentão? Cebolinho? Alho, para acabar com esta corja de vampiros.

Leia-se o último parágrafo aos gritos, sem qualquer respeito pelos vizinhos, ou pelas funções bom tom, respeito pelos outros, et al.

8 comentários:

  1. Olá

    Como não poderia deixar de ser, aplaudo de pé e aos berros para os vizinhos ouvirem...

    É caso para dizer, é um belo acordo onde uns só perdem e um ganha!

    Bestial...

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  2. Tio, Grande post...e grande último parágrafo!!!!

    E já agora beijinho de bom fim de semana! ;)

    ResponderEliminar
  3. Faço minhas as tuas palavras todas, principalmente aquela que está ausente!!! Só espero não vir a ter problemas com a minha filha que não está habituada a ouvir semelhante (da minha boca, que dos colegas, não faço ideia..)e é capaz de chamar o INEM....rrrss Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. António,
    Agradeço o teu "comment". E ouço os teu berros, que se juntam aos meu e de muitos outros, que nada dizendo vão deixando colonizar-se...
    Um abraço

    Lu.a,
    Um beijinho de bom fim de semana, também! Às vezes também me apetece gritar...

    Eva,
    De certeza que não chama o INEM! De vez em quando um grito de desabafo faz bem. Os médicos recomendam. Ou pelo menos é uma receita do Tio...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Pronto!!! Já gritei...........!!!

    Também estava a precisar!

    Bom fim de semana, caro Primo!

    ResponderEliminar
  6. E eu depois dos comentários anteriores só posso dizer que o uso que deu à Matemática me pôs os olhos tortos :):):)
    Abracinho

    ResponderEliminar
  7. Caro Tio do Algarve

    O que eu me ri a ler este post!
    Ri aos berros, evidentemente!
    Esta Matemática punha os meus alunos a adorar a dita disciplina, de tão divertida que é! Está sensacional, muitos parabéns!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Maria Teresa,
    Cotoveladas na geometria...pontapés na gramática...Enfim, um pouco de tudo!
    Beijinhos


    Diabinhos,
    Obrigado pelo teu cmment! Toda a ajuda é pouca para por a rapaziada a gostar da matemática...
    Vou tentar fazer hoje o bolinho ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio