quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Chamam a isto Marketing? Vou ali e já volto…



Mas vou à luz da vela, ou do candeeiro a petróleo, não vá haver alguma interrupção de fornecimento ou ser obrigado a pagar para mudar de “comercializador”. E aqui se vê como os clientes são difíceis. Até se dão ao trabalho de copiar textos de emails, publicá-los nos blogs só porque acham ridículos alguns argumentos de venda e a palavra comercializador

O melhor será voltarmos aos tempos em que se pretendeu traduzir a palavra marketing por comercialização. A ex-Sociedade Portuguesa de Marketing, agora APPM (Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing), começou por se chamar Sociedade Portuguesa de Comercialização (Marketing). Ao que julgo saber, não foi autorizado em 1967 o uso da palavra Marketing, tendo sido escolhida Comercialização como substituta mais adequada.

Ao longo dos anos várias tentativas de traduzir a palavra foram tentadas. Felizmente desistiram e passaram a usar o termo Marketing. Até os nossos irmãos do outro lado do Atlântico! Imaginem se com o aborto ortográfico, com esta sanha de legislar e criar regras onde não fazem falta nenhuma, tivéssemos que usar Mercadologia? Aí teríamos Mercadólogos, como temos Politólogos, Comercializadores, ai esta parece que já temos, Publicitadores, Retalhalhadores, Varejadores - como andam com tanta vontade agradar aos nossos irmãos eles usam varejo e varejista e, claro, crème de la crème, atacador, que é o atacadista brasileiro adaptado para o aborto ortográfico…

- Que faz, vossa senhoria?
- Sou atacador, meu senhor…

E foi este o textículo que motivou o meu post. Obliterei o nome da empresa porque não quero ficar às escuras:

“Com o fim das tarifas reguladas, deve escolher o seu novo comercializador no mercado livre e mudar os seus contratos de eletricidade e gás natural.
Adira já à oferta da FEQ, empresa do grupo FEQ no mercado livre, com benefícios exclusivos para si:
            descontos de 5% no gás natural e 3% na eletricidade
            comunidade FEQ - descontos e ofertas na nossa rede de parceiros
            condições especiais de acesso aos serviços FEQ.
E mudar é muito simples:
            gratuito: não paga nada pela mudança
            automático: sem interrupções de fornecimento de energia
            cómodo: indique o seu contacto aqui e ligamos-lhe gratuitamente.”

Mas se quiserem saber mais sobre esta empresa, podem sempre fazê-lo aqui, pois já me tinha debruçado sobre o tema...

E as velinhas até são românticas, não acham?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio