sexta-feira, 9 de março de 2012

Ainda os vales de compras



É curiosa esta ironia do mercado livre e do mercado regulado…Traduzindo para português, uns são livres e outros são regulamentados, mas não são dois mercados, são as duas faces da mesma moeda. Já se sabe que os libertos vão ter um agravamento para o ano de, pelo menos, 2%. É pouco, e é muito inferior aos 16% deste ano, dirão alguns…Outros terão que pagar. Outros ainda, vão receberdividendos que deixam qualquer um com os olhos em bico. Excelente o lucrorecord da EDP, pena é que não se traduza em melhores condições de preço para asempresas e particulares

Uns tiveram a liberdade de fazer o que quiseram com contratos absolutamente lesivos dos clientes, consumidores, da empresa e do estado, chamaram-lhes renováveis…. Ideias que o vento não levou, e o sol não queimou. Queimados ficam os nossos bolsos com as facturas que nos chegam destes negócios mirabolantes…

Agora chegou a vez de mais um. Depois de vendermos o negócio de alugar o corpo, vendemos o próprio corpo. Espero que não nos obriguem a vender a alma, como os que nos governam há muito fizeram…


2 comentários:

  1. Andamos sempre a enfiar barretes, o mais curioso foi antes do desastre no Japão, ter ouvido na TV um marmanjo a falar, novamente da energia nuclear para Portugal, carta que já devia estar fora do baralho, mas que cada vez há mais.
    A verdade é que, seja qual for a energia, uns enriquecem e outros pagam-na cada vez mais cara... se não fosse ter o miúdo, voltava para o campo, um sítio bem perdido e afastado e voltava às velinhas de cera lol

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Isa,
    Em todos os lados, com todos os tipos de energia, o problema é sempre o mesmo. A ganância...As centrais nucleares também têm um prazo, ao fim do qual dever ser desactivadas. Essa já tinha passado, se não estou em erro, 10 anos desse prazo limite...

    Bjs

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio