domingo, 15 de março de 2009

Brave new world

Teclava com uma amiga no google talk e estava animada a conversa. Pelo skype recebo uma nota sobre um bar de salsa. Um sms avisa-me que há um atraso numa chegada duma pessoa que estou à espera. Outro SMS é o bilhete que recebo da CP e que estava a reservar, enquanto teclava no google e no skype. O messenger não pisca porque estou off.

Tenho 129 emails para ver, e sei que mais de metade são lixo...

Há um que me desperta a atenção. Vou abri-lo.

O telefone fixo está definitivamente morto na minha secretária. Durante o dia recebe umas chamadas internas, as que não conseguem filtrar.

Já não nos olhamos nos olhos, mas poderemos ainda falar?

2 comentários:

  1. Este seu texto descreve uma cena vulgaríssimados dias de hoje.
    A sua interrogação final deixou-me "parada" a pensar.
    Quero continuar a olhar os outros nos olhos, quero falar através de um olhar, quero ouvir vozes sem serem distorcidas, não quero viciar-me a "falar" através de máquinas "comendo" sílabas, usando símbolos e palavras em língua que não a nossa.

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio