sábado, 20 de julho de 2013

São Nim



O nosso Poncius Cavacus, acabaou de ser nomeado santo. Numa cerimónia particular, o Tio do Algarve entronizou-o na confraria da fantasia, no nível 2: Santo de Pau Carunchoso, mas não quis prestar declarações. Habitualmente não presta declarações, porque um confrade só declara o que é não é assunto de estado.

O Tio, numa conversa informal com jornalistas, revelou o segredo do São Nim. São, não por ser santo nem pelo plural majestático, mas por ser o oposto de Nim. O Nim é um não com sabor a sim. O São, é um sim com não como fundo… O São Nim nunca diz não, a não ser aos comentários. Diz sempre sim, mas afirma querer dizer não. E como não há ninguém mias santo que ele, o Tio entronizou-o com o nome de São Nim.

Ao sétimo dia descansou. Não porque merecesse, mas porque quis…O São Nim também  tem outra grande capacidade, a de controlar o tempo e os silêncios. Se a música é arte dos sons e dos silêncios, ele é músico, é o rei dos músicos! E prevê o futuro, ou pelo menos a evolução das acções de alguns bancos.
Com tantos predicados até devia ser camaleão, outra palavra que mistura o conceito de leão com cama. Diziam no Porto que havia um leão, no Palácio de Cristal que comia Nestum, porque já não tinha dentes. O nosso leão não é do meu querido clube, mas está cansado, precisa de descansar depois de o terem deixado trabalhar. Descansar? Cama com ele, numa qualquer ilha deserta…

E agora como, qualquer virgem vestal, proclama a sua pureza de intenções e é garante da pureza e do fogo sagrado…Ah fantástica arte de gerir silêncios e tabus. Mesmo que fora de tempo… Afinal as cadeias estão cheias de inocentes, mas o Inferno não perdoa aos bem-intencionados. Vestal não por ser romana, mas por ser um anagrama de talves, futura forma de grafar talvez, com a revisão do Acordo Ortográfico II, que introduz o Acordês como língua oficial do Porto Santo e das Desertas.

E nós vamos vivendo neste país de brandos costumes, cheio de sol e fé nos bem-intencionados, mas a quem rogaram uma praga…E de Alvor, que são as mais fortes.

6 comentários:


  1. Pragas de Alvor?
    E olha que não foi só uma!

    Por causa do São Nim estamos ainda à espera das cenas dos próximos capítulos... ainda por cima hoje é sexta! Será que há novelas ao fim de semana?

    Apetece meter os nossos políticos todos num bote, deixá-los nas ilhas desertas e fazer-lhe um rombo no casco para não poderem voltar!!

    As tuas crónicas são deliciosas a qualquer hora, mesmo há hora de lavar os dentes e ir pra caminha!
    (mas antes ainda vou ali à cozinha comer um prato de Nestum... é que me fizeste fome!) :P


    Beijinhos sem praguejar
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. (detesto quando o "h" se enfia indevidamente onde não deve!!)

      :))

      Eliminar
    2. Afrodite,
      O h é mudo, não fala...Sai ao São Nim (já bati na madeira, não vá o diabo tecê-las).
      Já comia um Nestum (com Mel), também, estou a morrer de fome e ainda não almocei.
      Beijinhos com fome!

      Eliminar

    3. Olha que ontem até dormi melhor com a barriga aconchegada!
      (só não posso repetir a gracinha muitas vezes senão daqui a pouco não caibo nas portas... hehehe) :)

      Bom almoço
      Beijinhos à la carte

      (^^)

      Eliminar
  2. Li atentamente e ia comentar... Mas depois vi que isto é uma rebaldaria pornográfica com "Hs" a enfiarem-se onde não devem e desisti!!

    :P :P

    Boa noite aos dois!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Malena,
      Rebaldaria com enfiamentos de Hs é Rabal-dharia.
      Não desistas das consoantes mudas!

      :P

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio