sexta-feira, 8 de março de 2013

A propósito do dia da mulher



Adoro as mulheres. Todas! E entenda-se o todas na diversidade do género e na globalidade de cada uma. Desde que me conheço, sempre senti esta atracção, sim com dois cc, com muita força, pelo sexo oposto. Hoje é dia em que, nós homens, vamos dizer umas baboseiras à nossa MQT, e umas palavras simpáticas a muitas outras mulheres com que nos vamos cruzar no dia-a-dia, por isso o Tio do Algarve, não escapa à regra nem ao tema.

Também sei que haverá mulheres que vão dirigir palavras simpáticas, de gratidão, de reconhecimento, de amizade, de louvor e até de paixão a outras mulheres. Também para essas vão as minhas palavras.
Sei que talvez seja foleiro, mas gostava de dar um abraço grande a todas as mulheres da minha vida. 

Como gajo de marketing tenho logo que pensar em segmentação, bolas para a deformação profissional! Será que não consigo abstrair e pensar em MULHER, como ente abstracto e geral, tenho logo que particularizar? Pois seja. Vou tentar resistir aos microsegmentos específicos como seja a minha mais que tudo, ou as mulheres que trabalham comigo (sou um tipo cheio de sorte, trabalho rodeado de mulheres), ou as mulheres dos meus amigos. Por outro lado, como não pensar nesse universo tão contido de Mulheres que me vão lendo e seguem estas postagens? Adoro-as sem as conhecer, penso nelas quando escrevo e por vezes até escrevo para elas… Reconheço que tenho sido bastante ausente, nas minhas viagens ao universo feminino, mas não em pensamento. Em pensamento estou sempre com elas…

A todas vós, minhas queridas, um beijão grande e espero que tenham, não um dia, mas os próximos 365 dias cheios de felicidade e de gajos que vos adorem, respeitem, amem, acarinhem, acariciem etc e digam ámen, se for esse o vosso desejo.

Como qualquer gajo sem preconceitos, também tenho o meu lado feminino E por isso solidarizo-me convosco quando vejo promoções estúpidas, “Especial Dia da Mulher, compre dois livros, nós oferecemos um terceiro de valor igual ao mais barato”, como a que acabei de receber. Quem terá sido o boy que inventou uma campanha destas? Não ponho o link porque não quero ter o trabalho de responder a mails de gajos que fazem promoções destas… Da última vez que respondi no Faicebuque com um comentário crítico a uma promoção deste género, quase me batiam… Meus alunos não foram, ou se o foram, por favor não digam a ninguém que eu fui vosso professor! Terá sido uma gaja a criar esta campanha? Miúda tens problemas emocionais, de certeza. Consulta um psicólogo ou inscreve-te já numa classe de Tango Argentino. E troca de namorado, por favor. Ah, e não entendas isto como eu estar a atirar-me a ti, por favor, porque não estou. Também não te vou dizer as ofertas que temos para as Mulheres, lá no nosso estaminé.

Cá na nossa casinha, já chega de palavreado. Meninas, um dia excelente para todas! Se estiverem bem, nós gajos também estamos. E não deixem de fazer umas surpresas aos vossos MQTs. Eles gostam, de certeza, e também vos vão surpreender. Não é assim? Ah pois é!

11 comentários:

  1. Não sou de "dias" mas gostei do beijo!

    Beijooooo

    ResponderEliminar
  2. E esta foi a melhor leitura ou abordagem do dia para mim.

    Fico sensibilizada.
    Agradeço a atenção e o carinho, no que me toca.
    Quem escreve assim também merece um beijinho de reconhecimento.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pérola,
      :-)
      As parvoíces comerciais irritam-me mesmo. Acho uma desconsideração brutal esta do aproveitamento do dia da mulher. Senti o teu beijinho e retribuo. Espero que tenhas tido um dia fantástico!

      Eliminar
  3. Se a tua Mais Que Tudo (MQT) não for do tipo de mulher detestavelmente ciumento ( ena páh se ela vem ler isto) pois venha de lá esse beijo e mais um abraço extra. Há que aproveitar todos os pretextos em dias de festa...:))

    Obrigada Tio, por estas lindas palavras com nos brindas.

    Fazes bem em apreciar as mulheres. Eu também...aprecio imenso, os homens que sabem valorizar as mulheres!:)

    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita,
      Aqui vai, então, o beijo e o abraço extra ;-)
      Nestes dias difíceis mais razão temos para apreciar as Mulheres...
      Beijinho

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Pois eu também trabalho rodeada de mulheres e não acho sorte nenhuma...
    Retribuo o sentimento, também gosto muito mais de homens do que de mulheres. Gosto dos homens em geral, talvez porque cresci com dois irmãos e sempre gostei de jogar à bola e trepar às árvores. Não sou nada entusiasta do dia da Mulher, principalmente na forma como tem vindo a ser tratado, uma espécie de combinação de "Dia das Namoradas" com "Dia da Mãe" em que, como se não bastasse a obrigação de os homens trazerem florzinhas e elogiarem muito as suas mulherzinhas ainda são as próprias gajas que se andam a elogiar umas às outras como se ser mulher fosse mais do que uma condição biológica. Argh! Detesto.
    A propósito do Dia da Mulher escrevi no meu blogue, há um ano:

    Eu gosto dos homens. Relacionei-me e relaciono-me com eles de diversas formas: tive Pai, tenho irmãos, tenho amigos, tive namorados e tenho marido. Conheço-os com todos os defeitos e com todas as qualidades. São amigos leais e atentos, são muito mais frágeis do que querem parecer e - ao contrário da maioria das mulheres - gostam das mulheres e não se acham superiores a nós.
    Nunca ouvi um homem dizer mal das mulheres de forma generalizada, ao contrário do que já tenho ouvido (e lido) às mulheres. Na verdade, mesmo no passado, quando o papel político e social das mulheres era nulo ou diminuto, milhões de páginas foram escritas por homens a dizer maravilhas das mulheres. Os maiores tesouros das artes - em particular da poesia - foram escritos em honra de mulheres. Nós não precisamos de nos auto-elogiar porque os homens encarregam-se de o fazer há séculos.
    Pelo contrário, é muito raro ouvir ou ler uma mulher a ser elogiosa com os homens. Por isso, neste dia mundial da Mulher, quero evocar Maria Teresa Horta, uma grande Mulher, feminista, poeta extraordinária que tem a rara ousadia de escrever sobre o homem e de cantá-lo com lirismo.

    Poema antigo

    O homem que percorro
    com as mãos

    e a lua que concebo
    na altitude
    do tédio


    o oceano
    penso paralelo - ventre
    à praia intacta
    das janelas brancas
    com silêncio

    ciclamens-astros
    entre as vozes que calaram
    para sempre
    o verbo - bússola
    com raiz - grito de relevo

    O homem que percorro
    com as mãos

    a estátua que consinto
    a lua que concebo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MCA,
      Justas palavras sobre as Mulheres...que às vezes não são nada boas para elas próprias.
      Não conhecia esse post, obrigado por ter republicado aqui. O poema é lindo! E bem vinda a esta casinha.

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio