domingo, 30 de dezembro de 2012

Votos de Ano Novo...

Pensamos muito nos outros e nesta altura do ano ainda mais. Formulamos votos a pensar nos outros, no seu bem estar felicidade, etc.. Mas este ano penso em mim. Imagino como seria se tivesse uma Internet diferente, com velocidade normal, para carregar imagens, fazer posts, quando me apetecesse. Imagino como seria carregar num link e instantes depois abrir o site, carregar o blog, etc...

Por que a vida no campo, neste país de auto-estradas da informação de ligações banda larga assimétricas e simétricas, de Migalhães (sim, Migalhães) distribuídos a miúdos que não sabem ler, tem tantas assimetrias? Não preciso de 10 Gb, Bastavam-me 2 Gb, ou no mínimo os 512 K anunciados por esse fantástico operador de comunicações, com lucros milionários...

Penso como seria bom poder desejar a todos que me lêem e me dão o prazer de fazer comentários, aos que apenas me visitam, a toda a comunidade, um Ano Novo, que vai ser difícil, cheio de felicidades.

Só hoje o posso fazer, com recurso a uma pen, num sítio estratégico, perto duma oliveira, já sem azeitonas. Ironia do destino, um pouco como o nosso país: Com música boa, mas sem nada para colher... Enfim, com estas limitações e as minhas desculpas pela ausência, vai um grande abraço e os tais votos:

Que a sensualidade não nos falte e que não percamos, nunca, o prazer das coisas simples. Que as vossas prendas não sejam de enrolar (a não ser a que se fumem).

Que os dias das coisas boas sejam grandes como no verão e o das coisas menos boas sejam pequenos...

Que a lua cheia não deixar de brilhar em noites bonitas, junto ao mar ou no campo, mas que as séries de vampiros se vão extinguindo como o quarto minguante.

Que não nos faltem os sonhos, a delicadeza e a solidariedade.

Que a Maria Bolacha continue a existir e o chá vermelho continue a ser servido em bules de ferro fundido ou porcelana.

Que o chocolate nunca falte nas nossas despensas, nem o espumante nos nossos frigoríficos. E que ninguém bom, seja dispensado do seu trabalho.

Que a amizade seja indispensável e a paixão avassaladora.

Que não falte a alegria das Milongas e a paixão do Tango. Que o ritmo do Quick Step inunde as nossas vidas e elegância da Valsa Inglesa nunca nos abandone.

Beijos e Abraços do vosso Tio do Algarve.

PS: Que aquele clube dos leões ganhe um campeonato, nos próximos vinte anos... 


10 comentários:

  1. Tio, o teu PS há-de concretizar-se :)

    Um excelente ano para ti e para os teus :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pseudo,
      Verde é cor da esperança. E dizem que a esperança é a última coisa a morrer ;-)
      Tudo de bom para ti e para os teus.

      Eliminar
  2. Tio do Algarve, já está a exagerar com esse seu PS.... já está a desejar de mais... : )
    Renovo os meus votos de um Feliz Ano Novo com tudo isso que desejou.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina,
      Enquanto há vida, há esperança...
      :-)
      Abraço

      Eliminar
  3. Gosto de me rever nos teus votos!

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Beijos e abraços e um Bom Ano também para ti, Tio!

    Adorei que não tivesses esquecido a alegria das Milongas e a paixão do Tango...:)

    Muita saúde e tudo de bom em 2013.

    Temos de os contrariar.:)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita,
      Ora é isso mesmo! Vamos contrariá-los com paixão e alegria!
      Beijos para ti também!

      Eliminar
  5. "Que não falte a alegria das Milongas e a paixão do Tango. Que o ritmo do Quick Step inunde as nossas vidas e elegância da Valsa Inglesa nunca nos abandone."

    A isto, só acrescentaria uns quantos Paso Dobles, porque a nossa vida também precisa de umas belas "touradas":)

    Bom Ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana,
      E que venham elas, que nós cá estamos!
      Bom Ano, com touradas e salsadas, já agora...

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio