sexta-feira, 12 de março de 2010

Energúmeno escreve-se com um t ou com dois?

A primeira notícia da manhã (sim levantei-me tarde) dá conta de um ex-autarca de Espinho que, no Brasil, se interroga porque terá sido alvo de buscas na sua “maisonette”. Chama-se Mota e diz pelo telefone que não é nenhum energúmeno. Quando chegar a Portugal vai esclarecer tudo.
Com o café, a seguir ao pequeno-almoço, passo os olhos por um jornal antigo onde leio que um pai, de um outro Motta, diz que o filho lhe roubou 130.000 euros, eventualmente para matar o padrasto. Este Motta parece que faltou ao julgamento. Li na mesma diagonal com que ouvi a outra notícia.

As duas notícias suscitaram-me algumas questões, sem interesse:

Estará o segundo Mota também no Brasil, para faltar ao julgamento?
Terá sido coincidência o primeiro Mota estar no Brasil, quando foram a casa dele?
A mala que o segundo Mota ostenta, na bela foto do jornal, será da mamã?
Como é que o primeiro Mota se lembrou da palavra energúmeno?
Será que o primeiro se referia ao segundo quando falou de filhos da mãe, em declarações à imprensa?
Teriam os dois ido ao mesmo barbeiro, digo cabeleireiro, de um conhecido e reputado apresentador de um programa da noite, que mudou o visual recentemente?

Bom fim de semana….

3 comentários:

  1. Um "T" a mais, seja no nome, seja na maison, fica sempre bem...:)))

    Bom fim de semana Tio, aproveite
    (o meu vai ser a trabalhar :P).

    ResponderEliminar
  2. Pois é Lu.a, há quem goste de se armar aos Ts..

    E este fim de semana também vou "ficar em terra", a trabalhar!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Pelo que escreveu eles são dois "motas", um com um t e outro com dois, será que será apenas essa a diferença?
    As suas interrogações deixam-me com uma dúvida transcendental (com um t):):):)
    Acorda todas as manhãs com este tipo de dúvidas? Se sim! Começo a ficar preocupada!!!:):):)
    Abracinho

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio