sábado, 30 de agosto de 2008

Pulseiras e outros

Uff, de volta aos posts, que as férias já se acabaram e as saudades eram muitas. Não que não tenha gostado das férias. Claro que sim e que está na calha o post sobre o assunto. O sexo e as férias seria um tema interessante, como também a praia, a moda de praia vista na realidade portuguesa, enfim uma serie de items para serem vistos à lupa deste o vosso tio e primo.

Mas hoje o tema, não é moda, mas sim os acessórios, complementos, adereços da moda feminina, que outra não poderia ser, como as bijuterias, gargantilhas, diademas, tiaras, bolsas, colares, pregadeiras, brincos e pulseiras.

Não vamos perder a cabeça e concentremo-nos nos brincos e nas pulseiras apesar de outros dos mencionados serem igualmente sensuais. Há outros ainda que os acho de mau gosto e são usados frequentemente fora de ocasião, mas enfim é o que se vê. Uma gargantilha pode assumir contornos de grande sensualidade, mas não recomendaria o seu uso a metade das pessoas a quem as tenho visto. Diademas, tiaras e afins, talvez se encaixem nalgumas fantasias, mas não no dia-a-dia. Ainda bem que já não vou a casamentos e suponho que nas festas de divórcio também não se usem muito.

Nos brincos e anéis começa o jogo da sedução. Usam-se no dia-a-dia e bem, como sabem perfeitamente muitas mulheres. Outras não sabem, infelizmente, usar bem esse tipo de coisas. Usam-nas sem gosto, por tradição ou por outro motivo qualquer que não o arranjarem-se para si próprias, para alguém ou para algum momento especial. Ou é a rotina que também estraga tudo...Não sei.

As pulseiras representarão alguma coisa relacionada com submissão? É possível, como também é possível que o barulho seja excitante. Não sei mas vou estar muito atento em próximas oportunidades. Que despertam alguma coisa despertam, não sei pelo barulho, pela vista ou pelos dois. A mim começam a despertar-me pela mente, que é onde começa toda a sensualidade. Há algum tempo não gostava de as ver no tornozelo, mas começo a gostar, nalgumas situações. Despertam a atenção, sobretudo se forem discretas. Dependerá do tornozelo? Talvez também da perna e do pé...

Tudo o que é exagerado perde o sentido e a graça. Gosto de ver uma mulher bem arranjada, com gosto porque com mau gosto este tipo de acessórios podem prestar-se a alguns exageros, do tipo árvore de Natal. Aqui como nas máscaras, e em tudo o resto, depende sempre da situação em que é usado, de quem usa, como usa e porque usa.

Haverá algum mal nesse jogo de agradar ao outro, sem perder o seu horizonte pessoal de vista? Ou alguma mulher que não se sinta bem por se sentir apreciada? Alguém que não goste de agradar ao outro? Ou de se sentir bem consigo próprio? Eu adoro esses jogos...e quem nunca foi mimado ou não deu uns mimos desses, ou ficou agradado com um pequeno gesto feito parsa si, ou quem nunca se arranjou a pensar no outro ou em si mesmo que atire a primeira pedra, mas contra si próprio, se faz favor, e não para os outros. Se não tiver coragem para isso, atire ao seu espelho. Não tem o mesmo efeito mas talvez ajude a acalmar.

E os anéis? Hummm.... Tenho que voltar a este tema. Beijinhos.

2 comentários:

  1. oi, que bacana esse post, gostei sabia. com certeza tem que falar dos aneis rs rs, tenho problemas com eles rsrs.
    http://turismouna.blogspot.com
    visite meu blog, é novo ainda, quero uma opinião.

    ResponderEliminar
  2. Oi Michelle.
    Obrigado pelo seu comentario ja visitei o seu blog. Muito giro. Em breve vou voltar ao tema.

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio