quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Saudades das curvas



Estava com imensas saudades destas viagens mas também, e confesso, morria de saudades por aquela que foi uma das minhas grandes paixões de sempre. Viagens são sempre viagens e a companhia é que interessa!
Quantas vezes pensei nas viagens que poderia ter feito e não fiz? Poucas. Viver no passado não faz o meu género, mas as saudades de a ter nas minhas mãos eram imensas. De sair com ela, de me deitar com ela, de a sentir, firme, nos percursos sinuosos da vida levando-a aos limites e ser, também, levado ao limite…De sentir a sua respiração tranquila e, abraçando-a, levá-la a um respirar ofegante, verdadeiro grito de liberdade? Não sei quantas vezes recordei e antecipei esses momentos de grande partilha e intimidade, em que os dois fomos um só.
Separados durante anos por força do destino, voltei a encontra-la este verão. Foi como se de um amor à primeira vista se tratasse, apesar do reencontro ser óbvio e de tudo me ter levado na direcção dela, como se de um destino inexorável se tratasse. Inexplicável este acaso, se é que há mesmo acasos. Terá sido a busca incessante de liberdade que me guiou até ela? Não sei. Sei que estou preso à liberdade, e gosto!
Agora juntos desafiamos rectas, curvas, voamos em pontes e viadutos atravessando rios e estradas e mergulhamos em túneis, de onde saímos sempre a olhar o próximo obstáculo com a expectativa de quem se vai superar, mais uma vez.
Dizem que ela mudou a minha vida, voltei a ser o tipo alegre e bem disposto que sempre fui. Não sei, mas acredito que sim e também sinto que a presença dela dá um resultadão com as miúdas. A minha miúda diz que com ela fico mais sexy, o que é um tremendo elogio. Se estou mais confiante? Não sei, mas dizem que me fica bem, e acredito que seja possível.
Em boa hora me voltei a cruzar com aquela Kawasaki que, na verdade, nunca deixou de ser a minha mota… A minha Kawa!

6 comentários:

  1. Que belo depoimento terminado em viagem com direito a uma "mota Kawa".
    Feliz Natal.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  2. Como iniciei a leitura deste desabafo pelo fim, a mim não enganaste, ó Tio!!
    Andas é a enganar-me com as tuas publicações! Não é que na minha lista o teu canto não é actualizado há montes de tempo?
    Andas a fugir de mim?
    Só por causa disso vais ter-me à perna! E olha que não é agarrada a ti, pela cintura, a cavalo na tua Kawa!!

    Beijinhos e Bom Natal!!

    ResponderEliminar
  3. Olá Janita!
    Também começo a ler os jornal pelo fim ;-)
    Vem quando quiseres, és sempre bem vinda. Voltei, depois de uns meses muito complicados.
    Beijinhos, Boas Festas e Festas Boas, também!

    ResponderEliminar
  4. E eu sou testemunha... fica-te bem sim senhor!! :P

    Beijinhos sobre (duas) rodas
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há dias fui à faculdade com ela. Gostei ;-) Dizem que me tira uns anos e já começo a precisar!
      Beijo, com equilibrio

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio