sábado, 7 de dezembro de 2013

Mais uma notas sobre a tesão



Resolvido o problema da tesão no feminino e que me trouxe ao tema, eis que sou apanhado num rastreio, numa iniciativa simpática de uns estudantes de medicina.

Antes de entrar no tema propriamente dito, deixem-me dizer que apesar dos cortes na saúde, tenho esperança que esta nova geração de estudantes de medicina venha a ser melhor que as precedentes. A quantidade de mulheres é surpreendente e são interessantes na sua maior parte. Os gajos pareceram-me fracos, mas muito simpáticos. Naquele ambiente fortemente competitivo o que temos, é o que seria de esperar…

Enfim, mais do que um feeling, foi a simpatia (pronto, o resto também) da estudante/voluntária que me levou a arregaçar a manga, com a ajuda dela, claro. Depois da manga arregaçada e bem envolvida por uma cinta preta, apertada, começa a bombar e foi o que se segui e que aqui descrevo.

Como dizia um tipo um pouco mais velho do que eu, na nossa idade também se leva, em vez de dar. E assim deixei-me ir ao ritmo das bombadas que ia recebendo…

Percebi pela cara dela que alguma coisa não estava a correr bem. Pensei que fosse a cinta, mas depois de um sopro de alívio senti que recomeçavam as bombadas, ritmadas até um novo sopro que libertou toda a tensão.

Faz-me perguntas sobre a minha família, o que me deixou a pensar…Pergunta-me se tenho ido ao médico, claro que não me conhece, pois saberia a resposta. Diz-me que tenho que ter mais atenção com o que como. Até tenho, disse-lhe. Não como tudo o que põem à frente! Faço o dieta, como o que gosto e gosto do que como.

Parece que ando com um superavit de atenção, atenção muito alta. Claro que ando, que tenho que andar atento, respondo a brincar…Como podia estar distraído numa situação daquelas? Pergunta-me o que faço e obedientemente respondo. Família, profissão, hábitos alimentares, tabaco, etc. Será que esta conversa pode ser para nos conhecermos melhor?

Não fumo há anos, mas tenho saudades…Quando digo a profissão diz-me que o excesso da tensão deve ser da tensão da actividade profissional, stress. Olho-a com atenção e penso que estou lixado…Deu-me conselhos úteis, como passar a ir ao ginásio, reduzir no sal, beber litradas de água em vez de pequenos copos de bebidas alcoólicas. Argumentei que não bebia, a não ser um copo de vinho em boa companhia, o que posso continuar a fazer, havendo companhia…Uff. Também posso continuar a dançar. Disse-me que podia fazê-lo sem problema nenhum. Outra boa notícia. Disse-lhe que medicamentos estavam fora de questão. Só de pensar dos side effects desses fármacos baixa-me logo a atenção!

Enfim, o lado bom da coisa e que passei a ir ao ginásio - há sempre imensa gente gira nesses sítios - posso continuar a dançar (e com receita médica) e neste momento o meu corpo já deve ser 80% de água, a avaliar pela quantidade que todos os dias meto cá dentro. Espero não congelar com o frio que tem feito!

Aguento-me assim, sem pílulas. Ai minha rica tesão que tenho que conservar a todo o custo…ou lá se vai com o tratamento para a tensão! É preciso dar mais atenção à escrita e à comida. Como diz o povo, quando o mar bate na rocha quem se lixa é o mexilhão e aqui é preciso aguentar a pancada sem vacilar, nem esmorecer. Duro como uma pedra, mas sem deixar subir a pulsação!

Em suma, há que ser teso com a comida para não perder a tensão e para não ganhar demasiada atenção de profissionais da saúde. Que me desculpem as profissionais da saúde, que são de perder a cabeça...mas não dessa maneira!

2 comentários:

  1. :))

    Afinal, de que tesão é que estás a falar. E o que é isso de substantivo masculino e feminino?

    Trata lá da saúde, bebe muita água, dança, vai ao ginásio, que tesão na língua já tens que chegue!!

    Beijocas!:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita,
      Foi uma tese de doutoramento que tive que ler e que tinha 600 páginas. Por isso lhe chamei um tesão ;-) Só em Portugal é que se vê esta capacidade.
      Essa da língua não está mal vista não ou como dizem os mais velhos..
      Bjs!

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio