segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Bem montada, ou talvez não...



Circulava relativamente devagar numa rua sem trânsito, num dia de inverno com sol forte. Quando me aproximei da única passadeira no horizonte, um mulherão decide começar a atravessar a rua. Com ar seguro mas petulante, avança lentamente pela passadeira, transformada por momentos numa passerelle improvisada. Pensei que aquela oscilação do corpo não se devia ao piso em paralelo da rua, nem aos saltos das botas, bem altas, que tapavam os joelhos mas deixavam antever um pouco das coxas, onde as faíscas das leggings encandeavam. Estava parado, calmo e tranquilo, enquanto o desfile na catwalk continuava. De repente parou, mesmo à minha frente, olhou-me por detrás dos óculos de sol grandes, espetou o braço e vi que tinha o que parecia ser um comando que, apesar de facilmente poder ejectar o banco do meu carro, apenas fez os piscar as luzes de um outro carrão estacionado, precisamente em cima da passadeira, a menos de dois metros de mim.

O carro, era de um modelo que estamos pouco habituados a ver em mulheres. Pelas suas dimensões e características é normalmente usado por gajos. Há até quem defenda existir uma relação de proporcionalidade inversa entre o tamanho do carro e outra medida, mas não comento, não vão tirar-se ilações pouco abonatórias da rapaziada, sem qualquer fundamento científico.

O comando não fez ejectar o meu banco, nem mudou a música do meu rádio, mas para além dos piscas do carro estacionado, fez com que um tipo se movimentasse em direcção ao bólide, abrisse a porta do lado direito e se sentasse. A portadora do comando terminou o passeio na passerelle, olhou longamente para a direita, deixando-me quase em transe (fiquei a pensar que me tinha diagnosticado alguma coisa na radiografia) e sentou-se ao volante. Fiquei com a esperança que, complementarmente, estivesse a fazer uma análise entre o tamanho do meu carro e outra coisa qualquer e precisasse de dados. Pelo tempo que demorou na passerelle teve tempo de fazer uma correlação linear usando o método dos mínimos quadrados…

Apesar de me apetecer ficar parado enquanto recuperava o ritmo cardíaco, achei que era muito óbvio, ficar à espera que arrancasse. Ficaria numa situação de ir atrás e achei que não era adequado. Decidi arrancar e deixar de interromper a rua, continuando o meu caminho. Os outros carros que entretanto estavam atrás do meu seguiram-me e já não vi mais nada…

Os carros são os substitutos dos cavalos e daí o título deste post. Não lhe faltavam cavalos debaixo do capot nem, seguramente, vontade de os domar. O meu lado selvagem ficou em stand by… Curiosa circunstância, voltei a encontrar esta domadora passados dois dias e … a história não acaba aqui.

5 comentários:


  1. Só agora dei conta desta tua publicação, ou devo antes dizer, teaser... como se costuma usar em linguagem cinematográfica!?
    Curiosamente quando li o título (e ainda sem mais nada ter lido) dei-lhe a interpretação correcta apesar do duplo sentido que da frase se pode retirar (és mestre em duplos sentidos).

    Dizem que a curiosidade matou o gato, mas como não pertenço à família não temo admitir que estou curiosa da continuação da "saga" da domadora sem chicote.

    (essa do tamanho do carro fez-me dar uma enorme gargalhada... e deves saber porquê)


    Beijinhos (tele)comandados
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afrodite,
      É mesmo isso: Um teaser...e não estou a relacionar com os posts anteriores sobre teses e atenção ;-)
      Boa comparação, domadora, bem observado!
      Ainda bem que agora tenho um carro mais pequeno, não vá alguém querer fazer alguma inferência estatística ;-)
      Beijos à distância.

      Eliminar
  2. Ah... até me esqueci ao que vinha.
    É que como o natal está mesmo a chegar... vim renovar os votos de...

    ……………¨♥*✫♥,
    ………,•✯´………´*✫
    …….♥*……………. __/\__
    .….*♥…………….....*-:¦:-*..
    …¸.•✫…....… FELIZ NATAL...
    ...*♥...........................¨♥*✫♥.......
    .,•✯´................................,•✯´........
    •♥............................Muitos beijinhos
    ✯...................................Afrodite (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOOOL...
      Como já passou o Natal, só te posso desejar Festas Boas!

      Eliminar

    2. heheheh
      Obrigada!! Vêm sempre a calhar!


      (^^)

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio