segunda-feira, 16 de julho de 2012

Meu caro herbívoro...


Meu caro herbívoro,
Ao longo destes anos de convívio temos, como sabes, conseguido enganar todas as pessoas… Mas agora rebentou a bomba! Pensavam os portugueses (excepto esse a que chamam Tio do Algarve, e outros como ele), que os herbívoros comiam erva, mas esta semana vão descobrir tudo! E esses caramelos da RTP, que já se esqueceram quem manda neles, acabaram por colocar na programação o “Violadores: A invasão continua”, para agravar o problema…Fiquei doido com os tipos, acho que vamos mesmo privatizar essa treta e começar a manipular os privados que teoricamente ficarem com eles…Veio logo à mente o original, a Invasão dos violadores de 1978, com o Donald Sutherland, o Jeff Goldblum, e o Nimoy (logo tinha que participar no Star Trek, para ficar conhecido como extraterrestre), quando o Kaufmann quis mostrar que nós íamos dominar o mundo!

Agora toda a gente ficou a saber que não há simbiose nenhuma entre a relva e os coelhos, somos nós os vegetais que dominamos o mundo! Acho que este fim-de-semana vou tirar um curso de cinema para fazer um filme que mostre o contrário. O filme vai ser a preto e branco por duas razões: Os autores têm a mania de fazer filmes a preto e branco (olha o Aniki Bóbó do Manuel de Oliveira, ou aquele do Fellini que tem o nome da nota que tirei numa cadeira qualquer, já nem me lembro qual) e também porque sempre gostei do papel de éminence grise! Se me chamarem cardeal negro, até não me importava nada…

Bem, não te descaias com a história dos vegetais. Há algum tempo o outro falou dos pastéis de nata, vê lá se ele não manda uma daquelas sugestões de exportar alfaces ou couves, para deitar lenha na fogueira!

Um abraço frio e fresco do teu,

Migas de La Hierba, Conde del Naranjo, Alcalde de la Falcatrua,

PSD: Um imposto sobre os corta-relvas, também não era mal pensado, com dois escalões, um sobre os electricos e outro sobre os que funcionam a gasolina….E que tal a minha nova assinatura? Quando formos falar com o dos gelados (o rajá qualquer coisa), vou fazer um brilharete!


Nota do Tio: Esta mensagem em código foi interceptada por um leitor, que quer ficar no anonimato, e cedida para publicação ao Tio, o vosso wikipolitico de serviço.

12 comentários:

  1. Com 8 ½ ele não fez a cadeira... a menos que tenha tido equivalência... hehehe

    Já que falas em mensagens em código, decifra então lá este:

    00000B0000000000000
    000000E000000000000
    0000000I00000000000
    00000000J0000000000
    000000000I000000000
    0000000000N00000000
    00000000000H0000000
    000000000000O000000
    0000000000000S00000

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Orquídea,
      Com 8 e meio ele já passa! Afinal ele é que manda...
      Decifrei e retribuo!

      Eliminar
  2. Andou a saltitar de Universidade em Universidade até encontrar um irmão (de avental) que lhe assinasse o canudo ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa,
      A equivalência do folclore até compreendo. Afinal isto é um folclore total!
      Bjs

      Eliminar
  3. De repente, o título meu caro herbívoro, pensava que era uma carta dirigida a mim... ahahahahh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Zé da Trouxa,
      Nunca tal me passaria pela cabeça!

      Eliminar
    2. Pena, gostava que me dirigissem uma carta pública... ;)

      Eliminar
    3. Eu digo como Salvador Dali dizia: vamos falar de mim nem que seja para dizer bem. ;)

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio