sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Oh sim!

Oh sim! O mar quando se zanga também é para todos.

Já me tinham dito que não havia casas (eufemismo utilizado para me referir às construções existentes nalgumas ilhas da Ria Formosa) na Fuzeta, mas não tinha acreditado completamente…Nem a do Senhor Eterno e Eternamente Presidente do Quarto Municipal? Não… Nem aquelas construídas mesmo em cima da areia? Não!!! Nada de casas.

Fui, vi, e comprovei: Não há casas…Os estragos que o mar tinha feito na areia, foram reparados, vai ser aberta uma nova barra mais a sotavento (esta ficou do mestrado em vela de cruzeiro) e agora a praia é para todos, como era há uns bons anos…

Não sei se é este tipo de acontecimentos que se chama escrever direito por linhas tortas, mas agora temos praia outra vez.

É de salientar a eficiência das redes de comunicação Olhanenses (Oh sim!), que garantiram a divulgação por toda a Europa desta nova realidade, com particular destaque para os mercados Francês, Luxemburguês e Alemão, a avaliai pelo elevado número de turistas em vacances e urlaub in Fuzeta Sur Mer. Aprendem muito bem o Português vernáculo e um fôdásse (não sei os símbolos fonéticos, nem a ortografia, escrevo como ouço) vindo daquelas bocas, com aquele sotaque franco-moncarapachense ou Ermesindo-Germânico, é muito mais sentido e dá uma força completamente diferente à exclamação.Apetece logo completar com outra do género, mas com uma nota mais internacional: Tais-toi cárrálhô! Enfim nem tudo é perfeito…

Fica-nos a esperança que o mar, um dia, dedique a sua atenção a outros locais da costa portuguesa, com ocupação selvagem e que o faça tão rápido e de forma tão eficiente como o fez na Fuzeta. Afinal há justiça em Portugal!

Pelo menos em parte do Portugal insular da Ria Formosa…

4 comentários:

  1. Podemos aplicar o ditado " a justiça tarda mas não falha"? Só que esta justiça foi com a ajuda da Natureza.
    abracinho

    ResponderEliminar
  2. Finalmente uma boa notícia, alguma Justiça e sem muita burocracia, fiscais, tribunais...tanta poupança ;)))
    Também espero que o mar continue a colaborar na limpeza de outras praias.

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Maria Teresa,
    Temos muito que aprender com a natureza...
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Isa,
    Era memso bom...E se alguns Ministérios tivessem praia à porta, talvez se conseguisse o "dois em um"
    Bjs

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio