quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O golpe de aríete em condutas elevatórias, ou não.

O golpe de aríete ocorre em condutas, quando há uma variação de pressão grande, originada por variações bruscas de caudal. Fechar ou abrir uma válvula muito depressa, por exemplo, pode dar origem a um fenómeno desse tipo que pode ter consequências desastrosas para a conduta.

Quanto maior for o caudal, maior o risco deste tipo de acidentes.
A vida também é assim. As válvulas que abrem, ou fecham, muito bruscamente dão origem a variações muito rápidas de caudal e em consequência, a pressão apresenta valores muito acima, ou abaixo, dos valores considerados normais, provocando esforços que, muitas vezes, levam à rotura.

A quantificação deste efeito é de extrema importância e a informática tem contribuído de forma significativa para a determinação de modelos matemáticos que levam ao maior conhecimento destes fenómenos. A utilidade é óbvia, este conhecimento serve para dimensionar melhor...

E o Tio, incapaz de abrir ou fechar válvulas com a calma e tranquilidade necessárias para evitar esses golpes, que provocam sérios danos, protege-se com um volante de inércia.
Esse volante de inércia, como sabem os que me lêem, tem como objectivo reduzir a amplitude da onda de depressão e está disponível para download em:

http://www.blogger.com/profile/14249864167871654291

É um freeware, para utilização não comercial, requer apenas que se cite a origem. Neste caso a fonte, já que estamos a falar de água...

E assim fica dada uma lição de Hidráulica Aplicada, ilustrando que cinco anos de cabulice pré Florença (ou será Veneza?), não caíram em saco roto. Ou em canal de descarga...Sem ressalto hidráulico, claro.

7 comentários:

  1. Caro Tio

    Este seu texto fez-me lembrar os golpes de aríete que a vida me tem dado, mas já deu, vivo pensando que mais nenhum me vai atingir, não vou permitir...
    Ando vestida com uma armadura anti golpe de aríete.

    Bom fim de semana!
    MT

    ResponderEliminar
  2. Ai,ai...obrigada pela lição de hidráulica aplicada, mas há tanta gente a precisar de um volante desses na vida! Assim para não dar esses golpes de aríete nos outros! Há disso à venda para pessoas? Eu comprava...rsrsrssr

    Beijinho e obrigada pela visita ao meu inferno particular.

    ResponderEliminar
  3. :) Um beijo, é o que me apetece mandar... take care uncle.
    May I come back to share some more of your planetary journeys? Please?

    ResponderEliminar
  4. O cavalheiro é "inginheiro" hidraulico?

    ResponderEliminar
  5. Maria Teresa,
    Excelente ideia essa da armadura! Eu sou mais apologista do fato de banho :)

    Diabinhos,
    Podes sempre experimentar a receita do fato de banho, mas este tipo de volantes só funciona bem quando são feitos por nós próprios ;)

    Eva,
    Thanks! Come back whenever you want. You're always welcome!!!

    Lu.a,
    Ainda tentei essa vida, mas meti tanta água que tive que me mudar ;))

    Dear All: Boas férias para todas e obrigado pelos vossos comments!

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio