terça-feira, 30 de junho de 2015

Carta a Xaninho

Como prometido, aqui vai, na íntegra, a carta a que via Tioleaks, tive acesso...



Xaninho,
Recebi esse teu sms em pânico e não te percebo. Afinal o que se passa com a Merquela? Não és homem para ela? Cada vez que vais ao norte, vens com o rabinho entre as pernas! Assim não dá!
Lembra-te do que te disse, pensa que vais ficar no gelo até ao fim do mandato e nem o calor da acrópole o vai derreter! Achas que sou alguma Penélope que fica a fazer tapetes enquanto tu andas nessa guerra de Ítaca? Estás bem enganado. Salto a parte do tapete e vou logo para o arqueiro que conseguir espetar a flecha, onde bem sabes…E não me venhas disfarçado de camponês da Sicília que eu descubro-te à légua.

Tens que ser forte e dizer-lhe que nem os espartanos conseguem viver com 60 euros por dia. Nem sequer aqueles que têm 800 euros de ordenado!!! Sessenta euros por dia dá 1800 por mês, é impossível viver com esse dinheiro e não sou só eu nem a mulher do Joãozinho. São todos os atenienses, espartanos, jónios e aqueus. Os dórios vêm do norte, como a tua amiga Merquela e vivem com qualquer coisa, até com o que têm. Nós não! Somos atenienses, não somos Troikanos. Não nos limitamos a viver com o que temos, nem com o que nos dão. Nós somos independentes, vivemos com o que queremos! E diz a essa Dória e ao tipo do país que nem sequer tem mar e que não quero saber como se chama, que nós somos a luz do mundo, não nos subjugamos a qualquer Xerxes que aí apareça, lembra-lhe o Leónidas, sff!

Sabes o que são as Thermophilas, donde vem o nome das portas quentes? E com jeito, com o acordo ortográfico que os portugueses (outro mau exemplo, nem te atrevas a segui-lo), andam a ver se impõem ao mundo, pode ser que fique Termopilas… Pensa bem no que queres fazer e, se não queres ver as tuas portas quentes, devassadas pelos Persas, agarra-te ao leme e mantem-te firme! De frouxos estou eu farta!

Beijos da tua Helena

Pi Sigma: Sabes que o nome Helena vem de Helénê, que quer dizer tocha, iluminada, etc? É preciso alimentar a combustão… Vê lá se queres repetir a história do Menelau.

3 comentários:


  1. Verdade, e o prometido é "de vidro"! :))

    Eu só não sei é onde é que tu vais buscar o combustível para desatar esta corrida desenfreada por aqui abaixo!
    Abençoada imaginação! :))


    Beijinhos (também) por carta
    (^^)

    ResponderEliminar
  2. LOOOL! Gostei desse provérbio, tenho que o usar um destes dias! Espero que os direitos de autor não sejam proibitivos!
    Beijos

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio