quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Serei um profissional ou haverá uma maneira masculina de fazer sopa?




Cozinho pouco, infelizmente. Tento usar a culinária com algum gosto – pelo menos tento – e sobretudo como arma de sedução… Bem gostava de me dedicar um pouco mais ao assunto, mas o tempo escasseia!

Até há muito pouco tempo nunca tinha experimentado fazer uma sopa, a não ser as que se compram em envelopes em qualquer supermercado. Brincava muitas vezes com o assunto e a facilidade de se fazer uma sopa em 3 minutos. Pois aqui as rapidinhas também funcionam bem, mas resolvi experimentar coisas mais trabalhadas.

Em conversa com colegas de trabalho, surpreendidas com o facto e eu também surpreendido por haver pessoas que não gostavam destas sopas pré-fabricadas, decidi experimentar.

Comecei com creme de abóbora, creme de courgette e fui evoluindo para coisas mais sofisticadas como creme de abóbora com cenoura, ou com requeijão. Delicioso! E os resultados do uso como ferramenta adicional de sedução, também não têm sido nada maus…

A questão está na confecção. Habitualmente pico a cebola (não gosto do um-dois-três para este fim), alouro-a em azeite e depois junto alguns dentes de alho picados, salsa e alguns condimentos, antes do ingrediente principal, como seja a abóbora, a cenoura, etc. Depois acrescento água e, em vez de batata, uso as ditas courgettes para a tornar mais cremosa…

Percebi que a maior parte das mulheres com quem falei sobre o assunto – e foram elas quem me desafiaram para experimentar os cremes – não faz assim. Colocam os ingredientes todos ao mesmo tempo e deixam cozer. O resultado aparentemente é o mesmo, mas os profissionais com quem tenho falado fazem exactamente como eu. Daí esta dúvida:

Haverá uma maneira masculina de fazer sopa, ou será o meu gosto pelos preliminares que leva a ser profissional?

2 comentários:

  1. Eu faço das duas formas.
    Adoro sopa e a 1a que fiz foi a melhor até hoje. Aos 13 anos, guiada pela sabedoria da minha avó, fui buscar cada ingrediente à terra e até hoje um momento feliz na memória. Fora isso, a "mais e melhor sopa de todas" é nabiças (como sempre que vou a Portugal); seguida de sopa de lentilhas vermelhas à moda turca e feijão verde com cebola. Nos cremes, vario muito mas: abóbora, alho francês e aipo (com parmesão ralado e azeite crú) são as de estimação. Já disse que adoro sopas e não faço "à homem" ou "à senhora" conforme me dá na telha?

    ResponderEliminar
  2. E fazes tu muito bem...Esse creme de alho francês com aipo deve ser uma loucura! Ainda estou na infância da arte ;-), mas gosto muito de uma boa sopa ou um bom creme.
    Bom Apetite!

    ResponderEliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio