quarta-feira, 23 de maio de 2012

Chicago, a cidade das grandes alusões


Não deixa de ser curioso que o nosso Coellinium tenha escolhido Chicago para vir a público defender o seu amigo Ervas.

Chicago, onde infelizmente nunca estive, é conhecida como a cidade dos ventos. Também me vem à memória o grande incêndio no final no séc XIX, e Al Capone, o mais emblemático gangster dos anos 20 e 30 do século passado, nessa época de ouro do crime organizado. Ora o nosso Aphonsus foicondenado apenas por fuga ao fisco e depois de poucos anos na cadeia, passou osúltimos da sua vida em casa, na Florida, onde morreu. Estaria completamentediminuído, mental e fisicamente, pela sífilis e por isso lhe terão comutado a pena…

Ora esta alusão subtil qb, à política de terra queimada, à ventania que faz sentir nas nossas carteiras, à lei seca e ao chefe do crime organizado não pode passar despercebida. Também não é despicienda a questão da loucura…Temos homem!

O que dirá disto o Silva da Selva (dos Carvalhos)? Vou ficar atento aos sms…

6 comentários:

  1. Respostas
    1. LOOOOOL!
      Acho que essa erva nem com Roundup se consegue curar!

      Eliminar
  2. Não conheço Chicago mas a filha já me mandou umas quantas fotos quando por lá passou porque vive bem longe, perto de Indianápolis no Estado de Indiana.

    O mais curioso foi quando vi a reportagem do Coelho a falar directamente de lá... só me vinha à ideia aquela anedota antiga e imaginar que ele dizia...

    Estou a ver... 'chi... cago ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa,
      Talvez essa anedota seja a melhor explicação para o que está a acontecer...
      bjs

      Eliminar
  3. Chicago, a cidade das grandes alusões, e nós por cá cheios de aldrabões.
    Nem sei se ria se chore ;)

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É melhor rir! E isto não é nenhuma boca ao Rock in Rio...
      Bjs

      Eliminar

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio