sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Caça e Pesca

Homem do mar também fui um dia à pesca. À pesca verdadeira, com cana e tudo. Acontece que a única coisa que consegui pescar foi a própria cana que tinha deixado cair ao mar, tal o frenesim da actividade. Anos mais tarde, nova experiência, desta vez no rio. Precisamente no Cávado, lá para o Norte, perto de Braga. A mesma actividade frenética. Claro que não foi nenhuma desilusão. As expectativas eram tão baixas, que não fiquei desiludido. Apenas confirmei uma não vocação. Decididamente. E não me falem em levar engodo para atirar ao rio, ou de anzóis ou de iscos, a menos que seja nalguma linguagem simbólica.

A caça é diferente. Não que goste mais, porque não gosto mesmo muito mais. Também não sinto a necessidade de me sentir mais poderoso por ter uma arma carregada. Gosto de atirar, mas contra alvos de papel (na falta deles podem ser moinhos). Parece-me é que a caça tem mais estratégia. E por isso me parece mais atraente. O desporto, porque o resto quem me lê já sabe: Atracção sedução são palavras que não digo muito, porque é desnecessário dizer. Vê-se.

Também tive algumas experiências de caça, em montes muito engraçadas e onde não cacei nada, a não ser um pequeno-almoço de febras rústicas, grelhadas rusticamente e deliciosas acompanhadas de um bom tintol de madrugada. Aquela parte do tiroteio no fim das batidas também tem a sua graça. É fartar de dar tiros!

Gosto mais da outra caça...Não gosto da perseguição ao animal ferido e moribundo. Gosto de um combate leal, onde cada um tem o seu papel. Falem-me de javalis e outros bichos do género e não de passarinhos e outros animais domésticos, tá bem? Nem sempre se consegue, mas quando se consegue sabe bem. Afinal ninguém gosta de coisas fáceis e eu menos ainda. Também se a dificuldade é muita ou se não há perspectivas de se conseguir, mais vale partir para outra caçada...

Por isso é que decididamente prefiro a caça à pesca. Parece-me que no segundo caso há demasiada passividade e nenhuma interacção. Na caça há interacção e cada uma das partes influencia decididamente o desfecho.

Acho que gosto mesmo é do desporto.
I love the sport, not the game...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Hmmm! Let's look at the trailer...

Siga o Tio pelo e-milio